Desemprego deve continuar a crescer nos países desenvolvidos


Relatório da OIT indica que o nível de emprego nesses países só deve retornar aos níveis pré-crise após 2017. Documento ainda aponta o crescimento particularmente alto da classe média no Brasil.

O número de desempregados no mundo deve continuar a crescer. De acordo com o relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), divulgado nesta segunda-feira (03), o patamar de emprego nos países emergentes e em desenvolvimento deve retornar aos níveis pré-crise em 2015.

Na análise das economias avançadas, as estimativas da OIT apontam que esse nível somente deve ser recuperado após 2017. Estima-se que o número de desempregados deve chegar a 214 milhões em 2018.

Entre os países analisados, 30% já têm índices de trabalhadores empregados superiores aos registrados em 2007. Para 37% deles, houve melhora, mas insuficientes. Nos outros, o equivalente a 33%, as taxas de emprego continuam em queda.

O relatório ainda aponta o crescimento particularmente alto da classe média no Brasil. Entre as economias da América Latina que estão no grupo de rendimento médio superior, o país registrou queda considerável nos níveis de pobreza.

A implementação de políticas de trabalho e social, como o aumento do salário mínimo nacional e o Bolsa Família são as duas medidas apontadas como explicação para a redução da pobreza.

A quebra do banco de investimento norte-americano Lehman Brothers, em setembro de 2008, é apontada como o marco da crise financeira internacional.

Fonte: Radioagência NP

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.