Senado homenageia Ignácio Rangel e Rômulo Almeida

em

Os economistas Ignácio Rangel e Rômulo Almeida, já falecidos, receberam homenagem do Senado, que realizou Sessão Solene nesta segunda-feira (2) dedicada aos dois importantes personagens da história brasileira. “São dois dos maiores pensadores econômicos do Brasil moderno”, afirmou o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) que, juntamente com a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), apresentou a proposta de homenagem.

A homenagem a Ignácio e Rômulo destacou a influência decisiva dos dois no pensamento e da operação nas áreas econômica e social brasileiros. 

A homenagem a Ignácio e Rômulo destacou a influência decisiva dos dois no pensamento e da operação nas áreas econômica e social brasileiros.

Para a senadora baiana, esses economistas são “exemplos raros e valiosos de homens de ideias que foram também homens de ação”. Para Inácio, a homenagem serve para “ajudar o Brasil a pensar com o pensamento desses dois homens.”

Ignácio e Rômulo, além da influência decisiva no pensamento econômico e social brasileiro, contribuíram com as iniciativas de implantação de diversas instituições e entidades públicas, nos últimos 60 anos, como o BNDE (depois BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), a Superintendência de desenvolvimento do Nordeste (Sudene, a Eletrobrás, a Petrobrás, o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), entre outras igualmente importantes para o desenvolvimento nacional.

“Em todos os momentos essenciais do nosso processo histórico nas últimas décadas, encontram-se as marcas indeléveis do pensamento e da capacidade de trabalho de Ignácio Rangel e Rômulo Almeida, atuando juntos ou separadamente, mas sempre com o mesmo objetivo em vista: ultrapassar os entraves ao desenvolvimento nacional e acelerar a construção de uma Nação mais justa, progressista e com visão estratégica de planejamento”, destacou ainda o senador Inácio.

“Eles deixaram um legado que serve de base sólida para a construção do nosso futuro e de inspiração para as novas gerações de brasileiros comprometidos com o desenvolvimento do país. É esse o principal legado que nos dá inspiração para homenageamos esse duplo centenário de nascimento”, completou a senadora Lídice, cobrando a revalorização da Sudene como mais uma homenagem aos dois economistas.

Desenvolvimento regional

O presidente do BNB, Nelson Antônio de Souza, um dos oradores da sessão, também destacou a contribuições dos dois economistas, reconhecidos pelo esforço de pensar um projeto de desenvolvimento para o Brasil que incluísse as Regiões historicamente abandonadas, como o Nordeste. Os dois, ambos nordestinos, promoveram uma análise teórica e prática da realidade nacional, das potencialidades de cada região, para criar um plano de desenvolvimento regional.

Eles também foram fundamentais na inclusão dos temas do desenvolvimento regional e do planejamento na agenda política nacional, quando participaram ativamente da Assessoria Econômica do segundo governo de Getúlio Vargas e do Plano de Metas de Juscelino kubitschek.

Os familiares de Ignácio Rangel, que compareceram ao evento, agradeceram a homenagem, lembrando que além do exemplo que deixaram aos parentes e pessoas próximas, ele também inspira a todos os brasileiros comprometidos com o desenvolvimento do Brasil.

Da Redação em Brasília
Com informações da Ass. Sen. Inácio Arruda

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.