OCDE: O Brasil destina mais do seu PIB para educação do que países ricos


O relatório Education at a Glance 2014 (Olhar sobre a Educação)(link is external), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), aponta que o Brasil hoje destina mais do seu Produto Interno Bruto (PIB) para educação do que os países ricos.(link is external)A organização internacional trabalha para a cooperação e desenvolvimento, reunindo 34 países ricos e 10 países em desenvolvimento.

De acordo com o relatório, em 2011, 19% de todo o gasto público do Brasil foi destinado para a educação. A média da OCDE é de 13%. Esse gasto público total em educação representou 6,1% do PIB, enquanto a média da OCDE é de 5,6%.

O relatório da OCDE também destaca que adultos com ensino superior no Brasil ganham 2,5 vezes mais do que aqueles que cursaram apenas o ensino médio. Essa diferença nos rendimentos é maior que a média da OCDE e a segunda maior entre todos os países analisados. Ela aponta o ganho que o investimento do Estado em educação vai fazer no futuro dos estudantes.

Dilma Rousseff tem se apresentado muito orgulhosa das conquistas que o país fez nos últimos anos no setor da educação e garante que vem muito mais por aí. O Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado por Dilma garante que mais R$ 200 bilhões serão destinados a educação nos próximos 10 anos, com o investimento em educação chegando a 10% do PIB, o que seria quase o dobro da média dos países da OCDE hoje. Não podemos esquecer também que 75% dos royalties do petróleo e 50% do Fundo Social do pré-sal terão como destino a educação.

O relatório também mostra que 23% dos estudantes brasileiros em faculdades no exterior estão nos Estados Unidos, 18% em Portugal e 10% na França. E hoje, o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) é uma das portas de entrada para os estudantes brasileiros no ensino superior, inclusive em universidades no exterior.

Confira os países que fazem parte da OCDE: Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Chile, República Tcheca, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Coréia, Luxemburgo, México, Holanda, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Portugal, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, Reino Unido e Estados Unidos. E os países em desenvolvimento: Argentina, Brasil, China, Índia, Indonésia, Rússia, Arábia Saudita e África do Sul.

1 comentário

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.