UNE convoca os estudantes para mobilização no dia 13 de março


A UNE convoca os estudantes para se mobilizar nesta sexta-feira (13), em todo o Brasil, contra as investidas golpistas, em defesa da Petrobras, da reforma política e da conquista de mais direitos para o povo brasileiro. Na capital paulista a mobilização será em frente ao prédio da Petrobras, Avenida Paulista, 901.

 

Mariana Serafini

Presidenta da UNE, Virgínia Barros, durante a Plenária Nacional dos Movimentos Sociais, realizada no último sábado (7)

Presidenta da UNE, Virgínia Barros, durante a Plenária Nacional dos Movimentos Sociais, realizada no último sábado (7)

A presidenta da UNE, Virgínia Barros, alerta para o fato de que a movimentação golpista não acontece apenas no Brasil, mas também na Venezuela e na Argentina, e a situação nacional não pode ser vista de forma isolada. Ela ressalta ainda a crise do capitalismo que assola os países da Europa e, evidentemente, atinge também a economia brasileira.

Vic é incisiva ao afirmar que cabe aos estudantes e aos trabalhadores ocupar as ruas em defesa da democracia, dos direitos já conquistados e dos avanços no campo social. Quanto à Petrobras, a relação dos estudantes com a empresa já é antiga, desde a campanha “O petróleo é nosso!”, em 1953.

Os estudantes sempre estiveram em defesa da Petrobras e do Brasil. Em 2009 o petróleo voltou à agenda nacional e mais uma vez a classe estudantil entrou em defesa do investimento do fundo social do pré-sal para a educação. Esta campanha ganhou as ruas e mobilizou as universidades de todo o país para conquistar 10% do PIB para a educação, pauta que foi aprovada em 2014, após muita luta.

Agora os estudantes estão prontos para lutar contra os setores conservadores e neoliberais da sociedade que tentam enfraquecer a Petrobras, maior empresa de petróleo do mundo, para entrega-la ao imperialismo. A UNE convoca a população brasileira a sair às ruas e defender o que pertence ao povo. Ressalta ainda que os funcionários de alto escalão envolvidos em corrupção devem ser investigados e punidos, mas eles não representam os milhares de trabalhadores que movem a empresa.

A manifestação desta sexta-feira (13) conta com a unidade de diversos movimentos sociais, entidades e partidos políticos de esquerda, entre eles a UJS, a CTB, CUT, MST, MTST, Unegro, UBM e Levante Popular da Juventude.

Do Portal Vermelho,
Mariana Serafini, com UNE

4 comentários Adicione o seu

  1. Petronio Coelho disse:

    O meu manifesto é dia 15 a favor da saída dos saqueadores da Petrobrás. Fora Dilma,Fora PT.

    Curtir

  2. Ricardo disse:

    Essa convocação é um tiro no pé, servirá para dar mais força para a do dia 15. Certa vez um político convocou a população para vestir verde e amarelo em seu apoio, estava criado os “caras-pintadas” que tiraram ele do poder.

    Curtir

  3. Danila disse:

    Estamos com a Petrobras, estamos com o Brasil! Dia 15 estaremos nas ruas levantando a bandeira da democracia. Não queremos que o Brasil retroceda. E os corruptos estão sendo investigados. Como nunca aconteceu na história desse país. Roubavam e nada acontecia. Estamos juntos nessa luta! Não queremos ser um país de terceiro mundo como já fomos. Avante Brasil!

    Curtir

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.