Macri é alvo de protestos que pedem a liberdade de Milagro Sala


O presidente da Argentina, Mauricio Macri, foi ao Vaticano neste sábado (27) para uma audiência com o Papa Francisco, com o intuito de tratar sobre a situação atual da Argentina e de questões como o combate ao narcotráfico. 

image

O protesto foi organizado por um grupo de argentinos na Itália, intitulado: ”la Memoria, la Verdad y la Justicia”.

Chegando ao hotel onde está hospedado,em Roma, o presidente se deparou com uma manifestação que exigia a libertação da dirigente do movimento social Milagro Sala, grande opositora das políticas econômicas neoliberais aplicadas por Macri. A presa política está  há mais de 1 mês encarcerada. 

O protesto foi organizado por um grupo de argentinos na Itália, intitulado: ”la Memoria, la Verdad y la Justicia”.

Com faixas e caratazes, o grupo de argentinos também aproveitou a ocasião para rechaçar a política econômica adota por Macri, além da condução negativa das relações internacionais. 

Já a grande mídia argentina, relatou que o encontro de Macri e o Papa Francisco durou 22 minutos e transcorreu sem maiores problemas. 

Segundo informações da Agência Lusa, o Presidente argentino reconheceu que o papa lhe deu vários conselhos: “Disse-me que tivesse paciência e que não hesite em enfrentar os problemas graves que são o narcotráfico e a corrupção, que fazem grande dano e obstaculizam oportunidades aos que menos têm”, disse.

Leia também:
Conheça Milagro Sala, a primeira presa política da Argentina de Macri 

Do Portal Vermelho, com informações da Tele Sur, Agência Brasil e Agência Lusa. 

2 comentários Adicione o seu

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.