Senado aprova proposta de Temer que desmonta o Estado brasileiro

O mesmo Senado que aprovou o impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff agora dá seguimento ao golpe parlamentar, aprovando as medidas de governo propostas pelo presidente ilegítimo Michel Temer. Foi aprovado, na noite desta quinta-feira (8), o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) criado nos primeiros dias de interinidade do presidente Michel Temer. O objetivo é realizar a privatização de empresas públicas e promover o desmonte do Estado brasileiro. 

Agência Senado

A oposição ao governo Temer fez duras críticas à medida provisória, que permite ao governo privatizar a saúde, as creches e a educação 

A oposição ao governo Temer fez duras críticas à medida provisória. A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) tachou a medida como a “privataria tucana à moda Temer”. Para ela, a proposta é muito perigosa, uma vez que permitirá que o governo entregue à iniciativa privada qualquer serviço público, inclusive a educação.

A senadora disse temer que o PPI seja ainda mais perigoso do que o programa de desestatização do governo FHC, que promoveu privatizações em áreas como saúde, presídios, creches ou educação. 

“Ainda recentemente saiu uma matéria na imprensa dizendo que, com a aprovação dessa medida provisória, o governo pode privatizar a saúde, os presídios, a creche, a educação, ou seja, ele vai na direção de transformar direitos fundamentais em mercadorias, e isso é um crime”, afirmou Fátima Bezerra.

O texto aprovado estabelece que os empreendimentos incluídos no PPI deverão ser tratados como “prioridade nacional” por todos os agentes públicos de execução e controle da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios.

O governo admite que o programa quer garantir segurança jurídica aos investidores privados. E estabelece regras para ampliar a interação entre o Estado e a iniciativa privada por meio da celebração de contratos de parceria para a execução de empreendimentos públicos de infraestrutura e de outras medidas de privatização. E também autoriza o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a constituir e participar do fundo de apoio à estruturação de projetos.

De Brasília, com Agência Senado 

Anúncios

6 comentários

  1. Parece que não deu muito certo o estado estar nas mãos do pt durante 13 anos. Os estragos e a corrupção parecem evidentes. É tudo invenção da “mídia golpista”? Acho vocês esquerdistas uns seres muito estranhos.

    Curtir

  2. Venda todas as estatais Presidento, essas porcarias só servem pra cabide de empregos e manter apaniguados ladrões iguais ao pt mamando nas tetas do governo, porque um esquerdopata vagabundo quer ser presidente de estatais ou fundos de pensão? Fora ladrões!

    Curtir

  3. Meu Deus, a linguagem do pessoal da “direita”, nos comentários acima, mostram o nível de estupidez que chegou nosso país. Mas assim foi em todos os lugares, sem exceção, onde a comunicação e a informação não foram colocados como uma política de estado. A mídia brasileira e a educação precária do país criam, todos os dias, uma legião de ignorantes que têm preguiça até mesmo de formular uma frase (“porcaria”; “ladrões”, “apaninguados”; “esquerdopata”; “vagabundo”).

    Curtir

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s