Dilma: Vivemos um estado de exceção convivendo com a democracia

A presidenta eleita Dilma Rousseff participou nesta quinta-feira (17) do Encontro de Arquitetos e Urbanistas, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ela afirmou que o país vive um estado de exceção na democracia em que os direitos e garantias fundamentais passaram a ser relativizados.

 

 

“Esse processo de estado de exceção convivendo com a democracia não é só no Brasil ou América Latina. Isso acontece quando você tira de todos os presos – eu reforço que não defendo o terrorismo -, mas os prisioneiros de Guantánamo não são nem prisioneiros de guerra e não são submetidos à legislação norte-americana. Eles não são. Como disse um jurista: é a vida nua. É a vida sem garantias, sem nenhuma proteção. A vida nua”, enfatizou a presidenta, enfatizando que os refugiados na Europa padecem do mesmo mal.

Segundo Dilma, “a democracia passou a ser relativizada pela relação entre os três poderes”. Ela citou como exemplo a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que “fere a Constituição em muitos dos seus itens, sendo quatro pontos que são cláusulas pétreas”.

“Não se pode tirar de todos os próximos cinco presidentes o direito de exercer a Presidência, porque o voto direito no Brasil é garantindo”, enfatizou.

Dilma também lembrou da decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que afirmou que a Lava Jato é uma ação excepcional e, portanto, exigia medidas excepcionais.

“Quando o TRF da 4ª Região diz que a Lava Jato tem que ser tratada excepcionalmente eles estão suspendendo a lei. Suspendem a Constituição porque essa mesma Constituição não prevê em momento algum que alguém possa não ter as garantias integrais”, reforçou. “Não há hipótese de suspender para um e não para outros”.

A presidenta também afirmou que o golpe contra o seu mandanto também caracteriza a medida de exceção. “É algo muito grave essa suspensão e não aconteceu só comigo. Ironicamente eu vi acontecer com o presidente Lugo, no Paraguai. Também vi acontecer em Honduras. Houve duas tentativas na Bolívia. E interessante que o Trump disse que se a Hillary ganhasse ele não reconheceria a eleição”, acrescentou.


Prisão de Cabral

A presidenta Dilma também divulgou nota à imprensa rebatendo a informação vinculada pela GloboNews de que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, teria apoiado sua campanha a reeleição em 2014.

Dilma disse que Cabral jamais foi seu aliado já que apoiou Aécio Neves e orientou as lideranças do PMDB a votarem favor do impeachment. Sérgio Cabral foi preso pela Polícia Federal na operação da Polícia Federal por integrar supostamente um esquema de propinas de empreiteiras.


Confira a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

Diferentemente do que informa a Globonews, ao longo de sua programação nesta quinta-feira, 17 de novembro, a respeito da “aliança” entre o ex-governador Sérgio Cabral Filho e Dilma Rousseff, a assessoria de imprensa da ex-presidenta esclarece:

1. Sérgio Cabral Filho jamais foi aliado da ex-presidenta da República. Tanto é verdade que, nas eleições presidenciais, ele fez campanha para o principal adversário de Dilma nas eleições de 2014: o senador Aecio Neves (PSDB-MG).

2. Durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, Sérgio Cabral orientou seus liderados no PMDB a votarem favoravelmente ao afastamento dela da Presidência da República.

3. Estes são os fatos.

Assessoria de Imprensa
Dilma Rousseff”

 

Do Portal Vermelho, Dayane Santos

Anúncios

2 comentários

  1. EMPRE ACHEI QUE IMBECIS FOSSEM APENAS UMA NOMENCLATURA. QUE NADA, SÃO REAIS!
    IDIOTAS IDIOTIZADOS, COXINHAS TROUXINHAS CRETINOS GOLPISTAS E TRAIDORES, TAMBÉM AINDA OS HÁ.

    FASCISTAS ABUNDAM! E ADORAM O BACANAL BRAZIL ONDE, COMO ‘UM’ VOZ ANÔNIMA, ESTÃO SEMPRE ENTRANDO DE RÉ!

    Justiça ao sabor de canalhas? Se foi para Temer, claro, não foi propina…
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/11/18/justica-ao-sabor-de-canalhas-se-foi-para-temer-claro-nao-foi-propina/

    Não tenha pressa, o dia de cada um ainda chegará. E o de alguns anda mais próximo do que pode imaginar! Acabou o pudor onde vergonha já não havia.
    Agora vale tudo. é o bacanal Brazil! Se não encostar na parede vai levar, pois o ânus é sempre o nosso, do povo brasileiro.

    “É MERDA PRA TODO LADO! SEM PUDOR, SEM ESCRÚPULOS, SEM VERGONHA ALGUMA”
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/11/09/e-merda-pra-todo-lado-sem-pudo-sem-escrupulos-sem-vergonha-alguma/

    Curtir

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s