Livro de Aldo Arantes contribui na luta por reforma política

O livro “Reforma política e Novo projeto para o país”, lançado nesta terça-feira (22) no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília, foi recebido como uma grande contribuição do ex-deputado e advogado Aldo Arantes ao debate sobre o tema, que é recorrente no parlamento e na sociedade.

 

Marcelo Favaretti

 

O líder do PCdoB na Câmara, deputado Daniel Almeida (BA),  presente ao evento que reuniu parlamentares, advogados, intelectuais e pessoas envolvidas no debate da reforma política, foi o primeiro de uma extensa lista de convidados que agradeceram ao autor pela atualidade do assunto.

“(O livro) traz o tema da reforma política para uma conjuntura que o país vivencia – tensa, grave, de incertezas, de instabilidades, de quebra da normalidade democrática – e, nesse contexto, tem um papel relevante de recuperar a política para seu papel insubstituível”, avalia o líder comunista.

“Aldo traz a experiência do parlamento, da organização da sociedade e a abordagem jurídica, mas fundamentalmente colocando esse debate no contexto político que o Brasil vivencia hoje”, disse Daniel Almeida, agradecendo a Aldo Arantes pela contribuição relevante e parabenizando-o “pela dedicação que tem oferecido a todos que se interessam e buscam participar e compreender o papel da política e a necessidade da reforma política democrática.”

Luta atual

O ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e prefaciador do livro, Cezar Brito, fez um discurso emocionante, resgatando a convivência entre ele e Aldo Arantes desde o tempo do movimento estudantil, no combate a ditadura e no trabalho em defesa da reforma política.

E, citando o líder indiano Mohandas Ghandi, ele lembrou que “Aldo prega o que faz e faz o que prega”, destacando a luta atual do autor pela reforma política democrática, tão necessária “no momento atual em que o moralismo é apontado como solução para as coisas”, destaca Brito

A presidenta nacional do PCdoB e deputada Luciana Santos (PE) também falou sobre a contribuição de Aldo Arantes na luta pela construção de um Brasil democrático. “O livro mostra o quanto ele é sintonizado com os problemas do país”, disse a parlamentar, destacando o momento de instabilidade política atual, “em que precisamos de pessoas que apontem caminhos para vencer e apresentar perspectivas para as pessoas, Aldo está presente, como dirigente do nosso Partido, como quadro político do PCdoB desde a juventude, mas que tem uma contribuição para além do Partido, para atender os desafios do país.”

Também o deputado Edinho Bez (PMDB-SC), que participou do evento junto com parlamentares do PCdoB, PT e outros partidos, reforçou a importância do livro para o momento atual, de debate sobre a reforma política.

A luta continua

Aldo Arantes falou sobre o conteúdo do livro, explicando que ele procura “valorizar os acertos e identificar os erros para corrigir a dar um salto no conhecimento e nas nossas propostas.”

O fio condutor do livro, segundo o autor, é a experiência acumulada dele na vida política, passando pela análise o golpe parlamentar que destituiu a presidenta eleita Dilma Rousseff do cargo de Presidenta da República, para finalizar com algumas indicações, sobretudo na esfera política, sobre as novas diretrizes do projeto para o país, “que deve ser fruto da inteligência coletiva, em um processo dialético, ouvindo a voz da sociedade e que toque o sentimento e ganhe o apoio da sociedade”, finalizou, para prosseguir com a sessão de autógrafos que foi iniciada antes da solenidade de lançamento.

Aldo Arantes, que faz parte da Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas, anunciou que o movimento pretende dar visibilidade ao projeto de iniciativa popular de reforma política, entregando ao novo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ)as 937 mil assinaturas de apoio à proposta.

Vamos novamente entregar essas assinaturas, no dia 13 de dezembro, para que a sociedade brasileira saiba que existe um projeto de iniciativa popular, que tramita apensado a outros projetos, depois que foi entregue ao ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou Arantes, para dar prosseguimento à luta contra a proposta de uma reforma antidemocrática que está em curso no Congresso.

De Brasília
Márcia Xavier

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s