Luciana Santos: Para os comunistas, democracia é um valor fundamental

O PCdoB do Maranhão realizou nesta quarta-feira (14) a 10ª edição do Prêmio José Augusto Mochel, homenageando lideranças políticas, militantes e entidades que tenham se dedicado às causas democráticas no estado. O evento contou com a participação de diversas lideranças, entre as quais, o governador maranhense, Flávio Dino.

 

PCdoB-MA

“Foi a forma que o PCdoB encontrou para homenagear esse grande maranhense e brasileiro José Augusto Mochel. Uma forma de eternizar sua memória e o exemplo”, disse o presidente estadual do PCdoB e secretário de Estado de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry.

O líder comunista José Augusto Mochel faleceu em 25 de março de 1988, em São Paulo. Foi militante do movimento estudantil secundarista e universitário, marcando sua atuação no combate à ditadura militar. Participou da luta pela Anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos. Foi um dos reorganizadores do PCdoB no estado, tendo sido candidato a deputado federal nas eleições de 1982 pelo PMDB, já que à época esse era o espaço de atuação do PCdoB, partido que estava na clandestinidade imposta pela ditadura.

A deputada federal e presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos, foi uma das homenageadas.

Luciana destacou a importância do resgate ao legado de José Augusto Mochel. “Um povo sem memória está fadado a não ter futuro”, disse a deputada comunista, salientando que Mochel foi uma “liderança comunista que auxiliou a reorganizar nosso partido no estado, que atuou nas mais diversas frentes de luta, que fez de sua vida um instrumento das transformações sociais”.

“Recebo este prêmio em nome desses homens e mulheres que constroem diariamente o Partido Comunista do Brasil que, em seus 95 anos de existência, se dedica a fazer do nosso país uma nação mais justa, desenvolvida, democrática e soberana. Uma pátria Socialista!”, completou Luciana.

A dirigente comunista fez questão de ressaltar a liderança de Flávio Dino e os avanços promovidos pela sua gestão. “Sob sua liderança, o Maranhão tem vivido uma verdadeira transformação política, econômica e social, que encheria de orgulho nosso Mochel”, frisou.

Em seu discurso, Luciana também falou sobre a atual crise política que o país enfrenta e apontou os desafios do PCdoB neste momento tão delicado para a democracia.

“Para nós, comunistas, a democracia é um valor fundamental, e lutar por ela é parte de nossa identidade. Neste momento de celebração, vejo nos olhos dos presentes o orgulho e o compromisso de fazer valer a luta pela democracia. Este prêmio, mais que um reconhecimento, é um incentivo para travarmos novas lutas em defesa do trabalho, do desenvolvimento e da democracia”, afirmou.

Luciana também lembrou que a data de entrega do prêmio coincide com o centenário de Miguel Arraes, fundador do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e uma das principais lideranças políticas da história do país. Ela citou uma celebre frase de Arraes que dizia: “O político necessita agir não para o povo, mas com o povo”.

E concluiu: “Agradeço ao povo do Maranhão e às ilustres personalidades que foram premiadas. É de mãos dadas, e com punhos erguidos, que faremos um 2017 de lutas e vitórias”.

Do Portal Vermelho

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s