“Fora, Temer” interrompe fluxo de trios no carnaval da Bahia

Nos blocos de rua, apresentações de artistas ou qualquer festa do carnaval, o grito Fora, Temer ecoa pelos quatro cantos do país. Nesta segunda-feira (27), foliões interromperam o fluxo de trios elétricos no Circuito Osmar, no Campo Grande, com gritos de “Fora, Temer” e pedidos por eleições diretas.

A polícia tentou, sem sucesso, reprimir o protesto e teve que deixar o local diante da multidão. A pausa durou cerca de 40 minutos.

Em Recife, não foi diferente. Durante a apresentação de Lenine e Gaby Amarantos, no principal palco do Carnaval do Recife, no Marco Zero, o público puxou o Fora, Temer.

Na apresentação de Lenine, após reclamar de problemas no áudio baixo, o cantor pediu para começar a música Do it de novo. O rápido silêncio que se seguiu foi preenchido por gritos de Fora Temer em toda a praça. Lenine acompanhou o  grito puado pela plateia.

Gaby Amarantos enfatizou seu compromisso com os direitos humanos com um bloco de músicas que continham letras depreciativas à mulher e que foram modificadas. “Desconstroi esse Tigrão”, “a bunda é minha e eu rebolo se eu quiser” e “Não tolero seu assédio” foram algumas das mudanças promovidas por ela nas letras.

“Sou uma artista popular, mas acho que as letras precisam ter um conteúdo legal”, disse. Ao cantar “Que país é esse”, o público gritou Fora Temer novamente.

Nem a Globo conseguiu abafar o protesto que tomou a tele da cobertura do carnaval em rede nacional. Durante transmissão ao vivo no Jornal Hoje, a emissora foi obrigada a mostrar e ouvir em alto e bom som “Fora, Temer!” entoado no bairro do Bixiga, em São Paulo.

Na Brasilândia, o Bloco em Brasa desfilou no domingo contra as medidas de retrocesso do governo de Michel Temer. “Aqui a gente pula com o sorriso, com a alegria nos olhos. Todos podem, não é preciso ter o colete da ‘Skol’ para poder entrar. É uma comemoração política. Fora Doria! Fora Temer e todos eles”, diz Kelton Campos, que concluiu o ensino médio na Escola Estadual Martin Egídio Damy. O bloco foi criado em 2016, após a desocupação das escolas.

Do Portal Vermelho, com informações de agências

Anúncios

2 comentários

  1. “A FESTA CONTINUA…”
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2016/10/08/a-festa-continua/

    “…Subitamente, um filhinho de papai idiota e oportunista, com a cara cheia de tanta droga, cheirada, bebida, fumada e esfregada nas gengivas, lavrou suas palavras de ameaças na poeira que ele costumava compartilhar com outros carinhas dali. E outros o seguiram imediatamente. Alguns o seguiam em seus helicópteros, outros de trens metropolitanos, outros vendendo até coisas que nem eram suas, mas que queriam entrar e participar da farra. A farra do boi, a farra para os que ali tentavam comandar a festa. …”

    Curtir

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s