Temer trai acordo com Argentina e facilita ocupação nas Malvinas


A embaixadora da Argentina no Reino Unido, Alicia Castro, e o parlamentar Guillermo Carmona, integrante da Comissão de Relações Exteriores, denunciaram que o governo de Michel Temer traiu acordos bilaterais com o país para permitir que aviões britânicos fizessem paradas técnicas no Brasil para seguir voo até as Malvinas.

 

Beto Barata / PR

Ao fornecer estrutura para a Força Real Britânica, Temer trai acordos firmados no âmbito da integração regional

Ao fornecer estrutura para a Força Real Britânica, Temer trai acordos firmados no âmbito da integração regional

“Temer está fazendo, em tempos de paz, o mesmo que Pinochet fez em tempos de guerra. Fornecer logística e estrutura aeroportuária com o silêncio do governo argentino”, afirmou o parlamentar em alusão à Guerra das Malvinas (1982), quando o então presidente do Chile, o ditador Augusto Pinochet, deu apoio logístico para a Inglaterra consolidar sua ocupação na Argentina.

De acordo com a embaixadora, a atitude de Temer viola os acordos consolidados há anos entre os dois países que integram o Mercosul e a Unasul e trata-se, portanto, de um grave desgaste das relações exteriores.

Diferente dos governos de Néstor e Cristina Kirchner, o presidente Maurício Macri não está interessado em defender a reintegração das Malvinas ao território argentino, pelo contrário, logo no início de seu governo afirmou que não entraria nesta disputa. Neste sentido, a chanceler de seu país, Susana Malcorra, mantém silêncio com relação à atitude do Brasil.

La Cancillería argentina, que conduce la ministra Susana Malcorra, tendría conocimiento del hecho y, sin embargo, guardó un silencio más que preocupante para los intereses de la soberanía argentina.
Para a embaixadora, diante desta violação dos compromissos firmados pelos países do Mercosul, a Argentina deveria rechaçar a atitude do Brasil de fornecer estrutura para a Força Real Britânica. “O Brasil é conivente com a militarização crescente no Atlântico Sul”, denuncia.

A embaixadora também lamenta que a defesa da soberania argentina nas Malvinas tenha deixado de ser “uma causa regional”. Isso porque “Macri e Temer são a gentes da desintegração do continente”.

Do Portal Vermelho, com agências

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s