PCdoB repudia ataques do novo chanceler golpista à Venezuela

Nesta segunda-feira (13) a Secretaria de Política e Relações internacionais do PCdoB divulgou uma nota onde presta solidariedade ao povo venezuelano e ao Presidente Nicolás Maduro, diante dos ataques do novo Ministro das Relações Exteriores do governo golpista brasileiro, Aloysio Nunes.

A seguir a íntegra da nota:

PCdoB repudia ataques do novo chanceler golpista à Venezuela

No dia 18 de maio de 2016 o senador José Serra assumiu o cargo de chanceler, nomeado por um governo (então interino) que surgiu de um golpe de Estado contra a presidenta Dilma Rousseff.

Desde o primeiro momento Serra direcionou seus esforços para atacar a integração latino-americana, em estreita coordenação com os governos direitistas da Argentina e do Paraguai, tendo como alvo principal de sua verborragia anti-diplomática a digna e altiva República Bolivariana da Venezuela.

A diplomacia do golpe se colocava assim em plena sintonia com os interesses do governo dos EUA, que consideram o processo de integração latino-americana uma ameaça a sua hegemonia na região, tendo a desestabilização do governo venezuelano como um objetivo central.

Depois de um curto e desastroso período à frente da Chancelaria, Serra é substituído por Aloysio Nunes, golpista empedernido e raivoso, que dará continuidade à diplomacia do golpe e já em suas primeiras declarações sobe o tom contra o país irmão, questiona a democracia venezuelana e difama seu governo.

Como bem lembra a chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, carece de moral e autoridade para dar lições de democracia um governo fruto de um golpe de Estado, a serviço de solapar a integração latino-americana, a soberania nacional e os direitos sociais do povo.

Um governo que reúne elementos que representam o atraso, o reacionarismo e o fisiologismo na política brasileira, começando pelo presidente da República e passando pelo chanceler.

A revolução bolivariana enfrenta com coragem e destemor boicotes, sabotagens e ataques de direitistas nacionais e estrangeiros, todos obedientes aos ditames do imperialismo estadunidense e que buscam restaurar o poder da velha oligarquia venezuelana.

O PCdoB presta total e irrestrita solidariedade ao povo da Venezuela e ao governo do presidente Nicolás Maduro, confiante em que a revolução seguirá adiante, aprofundado o poder popular e organizando de forma poderosa e unitária a resistência em defesa da democracia e da soberania nacional venezuelana.

José Reinaldo Carvalho,
Secretário de Política e Relações Internacionais do PCdoB

Fonte: Resistência

Anúncios

Um comentário

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s