Carina Vitral: Abriu-se a caixa de pandora dos retrocessos


A presidenta da UNE, Carina Vitral participou no último sábado (25) do aniversário de 95 anos do Partido Comunista do Brasil, em Niterói-RJ e ressaltou que a juventude comunista sempre é atacada nos momentos em que os reacionários tomam o poder”.

 

Foto: Vitor Vogel/PCdoB95anos

Carina Vitral no ato dos 95 anos do PCdoB

Carina Vitral no ato dos 95 anos do PCdoB

Carina lembrou que o PCdob foi o primeiro a perceber e alertar sobre o golpe em curso no país. “Quando muitos se confundiram, quando muitos subestimaram, lá estava o PCdoB na linha de frente da defesa do mandado de Dilma Rousseff. Defendemos Dilma porque era uma mulher guerreira, porque representava a continuidade do projeto mudancista de Lula. E porque sabíamos que quem queria dar o golpe, era uma aliança do que há de mais atrasado em nosso país: elite financeira, do judiciário, da imprensa marrom e do imperialismo”, destacou.

“Abriu-se a caixa de pandora dos retrocessos. PEC que congela o futuro do país, Reformas que acabam com a educação pública e o Plano Nacional de Educação e agora Reforma Trabalhista, Terceirização e Reforma da Previdência. Nossos direitos conquistados na Constituição de 88 estão indo pelo ralo”.

Não esmorecemos

Para a líder juvenil, o PCdoB nunca cruzou os braços. “Está lado a lado com os movimentos sociais, com as mulheres, os trabalhadores e a juventude para derrotar as reformas de Temer e conquistar um novo futuro com democracia”.

A dirigente da UNE alertou sobre os ataques à engenharia nacional, tendo como representante a Petrobras, maior estatal do pais. Carina destacou ainda o grave momento de retrocessos. “Estão acabando e criminalizando o serviço público. Terceirização, mensalidade nas universidades públicas, reforma da previdência. Mas a juventude comunista lutará em defesa do país e da democracia!”.

Segue abaixo a íntegra da sua fala no ato.

“Que linda festa, bonito ver um partido comemorar 95 anos, com a mesma garra e sonhos dos seus fundadores. Que inspirados nos sonhos de um mundo novo, trouxeram para o Brasil os pensamentos de Marx, Engels e Lênin. Que bonito olhar nos olhos da militância e ver esperança, mesmo nos momentos difíceis que passam o nosso país.

Nesses 95 anos temos muita história para contar, não há uma passagem das idas e vindas na história do Brasil que o PCdoB não estivesse ao lado da Democracia. Isso nos custou caro. Sempre que a democracia era ameaçada, o PCdoB era alvo de perseguição. Fomos perseguidos na ditadura do Estado Novo, na ditadura militar, fomos colocados na ilegalidade muitas vezes na história.

Mas nunca deixamos de acreditar no Brasil, a luta era nossa fonte de esperança. Lutamos contra o nazi-fascismo, que assolava o mundo com a guerra. Viramos heróis na Guerrilha do Araguaia, quando nos misturados com o povo do campo, na clandestinidade para construir resistência à ditadura militar. Lutamos pela redemocratização e viramos constituintes, e demos valiosas contribuições a essa Constituição Cidadã que hoje é atacada. Lutamos contra o neoliberalismo, contra os desmonte do Estado. E ajudamos os governos Lula e Dilma a fazerem o povo voltar a ter esperança que esse país podia dar certo.

Esses 95 anos de história nos deu muita sabedoria. Nós fomos o primeiro partido a perceber que um golpe estava em curso no nosso país. Quando muitos se confundiram, quando muitos subestimaram, lá estava o PCdoB na linha de frente da defesa do mandado de Dilma Rousseff.

Defendemos Dilma porque era uma mulher guerreira, porque representava a continuidade do projeto mudancista de Lula. E porque sabíamos que quem queria dar o golpe, era uma aliança do que há de mais atrasado em nosso país: elite financeira, do judiciário, da imprensa marrom e do imperialismo.

Dito e feito, fruto de uma operação judiciária-policial duvidosa, em nome do suporto combate à corrupção, estão promovendo o maior desmonte da indústria nacional. Estão acabando com a nossa maior empresa, que era orgulho nacional, logo após a descoberta do Pré-sal. Servindo aos interesses das multinacionais petrolíferas. Agora a operação Carne Fraca, opera contra a industria de carnes, que fora campeãs de exportação para o mundo. Quem será a próxima? Minério? Soja? Não existe outra palavra para denominar isso se não: Imperialismo.

Abriu-se a caixa de pandora dos retrocessos. PEC que congela o futuro do país, Reformas que acabam com a educação pública e o Plano Nacional de Educação e agora Reforma Trabalhista, Terceirização e Reforma da Previdência. Nossos direitos conquistados na Constituição de 88 estão indo pelo ralo. Diante de tudo isso, não esmorecemos, o PCdoB está lado a lado com os movimentos sociais, com as mulheres, os trabalhadores e a juventude para derrotar as reformas de Temer e conquistar um novo futuro com democracia.

Está nas mãos na nossa geração, da juventude de hoje de construir um novo futuro no Brasil e no mundo. O neoliberalismo não apresenta perspectiva de futuro para humanidade, de crise em crise, os povos são abandonamos a própria sorte. Por isso a juventude se levanta no mundo todo para gritar a esperança. O PCdob sendo o partido mais jovem do Brasil e um dos mais jovens do mundo, tem grande contribuição a dar para as futuras gerações.

Mais uma vez reafirmamos: só a luta muda a vida! Viva a luta! Fora Temer! Viva os 95 anos do PCdoB! ”

Do Portal Vermelho

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s