Greve Geral: Brasil faz protesto histórico nesta sexta contra reformas

De acordo com o instituto Vox Populi, a reforma da Previdência de Temer é rejeitada por 93% dos brasileiros. A pesquisa foi encomendada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e divulgada no dia 13 de abril. O sentimento de rejeição, portanto, estava no coração do povo. Agora, o clima de greve geral está nas ruas e na boca do povo. O movimento iniciado pelas principais centrais de trabalhadores do Brasil contra as reformas de Michel Temer, entre elas a trabalhista, ganhou ampla adesão.

 

 
O ataque a direitos consagrados na Constituição Federal e na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) unificou CUT, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), Conlutas, Intersindical e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB). Juntas, essas entidades representam mais de 10 milhões de trabalhadores.

 

Ao lado das frentes Brasil Popular, Povo Sem Medo e movimentos sociais, as centrais sindicais mobilizaram petroleiros, metalúrgicos, bancários, metroviários, motoristas de transporte público, professores das redes pública e particular, trabalhadores dos Correios, construção civil, eletricitários, movimento estudantil e vem ganhando o apoio da população. O esforço promete resultar nesta sexta-feira em uma greve histórica em defesa dos direitos do povo brasileiro.

 

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s