Vigília une população goiana em solidariedade ao estudante Mateus

Uma vigília está sendo programada para começar às 20h dessa terça-feira (2), no Hospital de Urgências de Goiânia, para prestar solidariedade a Mateus Ferreira da Silva, 33 anos, estudante de Ciências Sociais, que teve traumatismo cranioencefálico e múltiplas fraturas, após levar cacetadas do subcomandante Augusto Sampaio de Oliveira Neto, durante a manifestação da Greve Geral ocorrida na última sexta-feira (28), em Goiás (GO).
Por Laís Gouveia

A iniciativa partiu dos professores e do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Goiás (UFG), onde Mateus estuda, e contará também com o apoio de familiares e amigos do jovem. Uma paralisação está sendo convocada na universidade, nesta quarta-feira (3), em decorrência da vigília. Um evento nas redes sociais mobiliza a ação.

A família de Mateus, que mora no interior de São Paulo, viajou para Goiânia e acompanha, dia e noite, sua recuperação.

Natan Ferreira, 17 anos, irmão de Mateus, declarou ao Portal Vermelho que a rede de solidariedade está fazendo diferença na recuperação do estudante. “Todo esse apoio é fundamental, reforço a importância da participação de todos na vigília que começa hoje à noite e que se estenderá por toda a quarta-feira, estamos muito esperançosos com o quadro do meu irmão, a cada dia que passa ele apresenta uma melhora”, afirma o jovem.

A presidenta da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) em Goiás, Ailma Oliveira, acompanha no hospital a situação de Mateus e diz que a vigília tem também como propósito a punição do policial que espancou o jovem. “O Governo do Estado de Goiás precisa tomar uma medida. Não aceitamos apenas seu afastamento das ruas, ele precisa ser julgado e condenado pelo crime que cometeu”, ressalta.

Estado clínico 

O estado de saúde do estudante continua grave. Segundo boletim médico, ele segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia e passou por sessão de hemodiálise na tarde desta segunda-feira (1º), realizada sem intercorrências. Mateus já passou também por uma cirurgia para reconstrução de crânio e face.

Policial continua exercendo funções administrativas 

Augusto Sampaio de Oliveira Neto, subcomandante da 37ª Companhia Independente, responsável por espancar Mateus, foi afastado neste fim de semana das ruas e, segundo informações da Polícia Militar, responderá o inquérito investigativo em liberdade, cumprindo medidas administrativas.

As cenas abaixo mostram o momento que o policial militar ataca o estudante:

Do Portal Vermelho 

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s