#OcupaBrasília acelera enterro de Temer

As cenas da barbárie policial em Brasília na tarde desta quarta-feira (24) – com helicópteros, bombas de gás, balas de borracha, muito cassetete e vários feridos – não são sinais de força do Judas Michel Temer. Pelo contrário. Elas confirmam a sua fragilidade. Indicam que o protesto unitário, organizado pelas nove centrais sindicais e a maioria dos movimentos socais brasileiros – reunidos nas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo – podem acelerar o fim do covil golpista. A quadrilha que assaltou o Palácio do Planalto com o impeachment de Dilma pode até acionar as Forças Especiais e as tropas do Exército, mas seu fim está próximo. Se insistir em desafiar a sociedade – “se quiserem, me derrubem” -, Michel Temer poderá ser não apenas defecado do poder como será preso ou terá que deixar o país!
A mobilização desta quarta-feira – que reuniu mais de 200 mil pessoas, segundo os organizadores – evidencia que o covil golpista perdeu qualquer capacidade de governar o país. A tendência é de que a debandada dos partidos governista aumente nos próximos dias – três legendas já anunciaram a saída da base de apoio -, o que inviabilizaria a aprovação das contrarreformas trabalhista e previdenciária. No Congresso Nacional, os partidos oposicionistas e até rebeldes do PMDB prometem trancar a pauta de votação. Rodrigo Maia, o capacho dos patrões e o porta-voz do Judas na Câmara Federal, pode até chorar e fazer biquinho. Mas o “Botafogo” – da lista de propinas da Odebrecht – não terá vida fácil.
Com o prologamento da crise política, o próprio “deus-mercado” já dá sinais de que teme o pior, com a deterioração acelerada da economia e a derrota das suas contrarreformas ultraliberais. Daí o esforço de alguns setores da cloaca empresarial – tendo à frente a ardilosa Rede Globo – para descartar logo o “bagaço” Michel Temer e para encontrar uma solução negociada – um golpe dentro do golpe – que viabilize um “novo presidente” através das eleições indiretas. A “ocupação de Brasília” deve reforçar estas e outras contradições no bloco golpista, o que será mortal para o Judas Michel Temer. A entrada em cena dos trabalhadores – como já havia ocorrido na histórica greve geral de 28 de abril – cria a real possibilidade de derrubar o usurpador, como de derrotar as contrarreformas da quadrilha e de garantir a convocação das eleições diretas. O jogo está sendo jogado!
Em tempo: Reproduzo abaixo a nota divulgada no final desta quarta-feira pela Frente Brasil Popular:
*****
A Frente Brasil Popular repudia veementemente o uso de repressão policial e das Forças Armadas que agrediu milhares de brasileiros e brasileiras dentre os 200 mil que participaram da Marcha da classe Trabalhadora, organizada com unidade de todas as centrais sindicais e com a participação das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

O uso das Forças Armadas, de bombas de gás lacrimogêneo e bala de borracha demonstra a atual fraqueza do governo de Michel Temer e seus aliados, ainda mais instável após as inúmeras denúncias de corrupção que envolvem o próprio presidente.

As Forças Armadas rebaixaram o seu papel ao servir de instrumento político de um governo moribundo. Atacou indiscriminadamente dezenas de milhares de brasileiros/as, quando alguns poucos se infiltram em nosso movimento pacífico para promover o enfrentamento.

Sem forças, sem apoio popular e vendo sua base golpista pular do barco, Temer criminaliza e persegue os movimentos sociais.

Fomos às ruas hoje para exigir a saída do presidente, eleições diretas e a retirada das reformas da previdência e trabalhista e serão as ruas os nossos espaços sociais de luta até a derrubada de Temer e sua pauta de retirada de direitos.

#DiretasJá #ForaTemer
#ContraAsReformas

*****
Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s