“A verdade venceu”, diz Flávio Dino sobre decisão do STJ


Acatando o pedido feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mandou arquivar as citações feitas por um dos delatores da Odebrecht em relação ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

 

Ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ)

 

Apesar do grande alarde feito pelo mídia, a Procuradoria-Geral da República (PGR) não viu indícios suficientes para o prosseguimento de uma investigação contra o governador. “A verdade venceu”, disse ele nas redes sociais.

Flávio Dino foi citado nas delações da Lava Jato por José de Carvalho Filho, ex-funcionário da Odebrecht. Ele foi designado relator do Projeto de Lei 2.279/2007 no âmbito da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, a qual presidia quando foi deputado federal, entre 2010 e 2014.

Na delação, o executivo falava de um suposto esquema para a provação de medida que beneficiaria a empresa. No entanto, Flávio Dino não emitiu parecer ou voto na ocasião e, antes mesmo das investigações do Ministério Público, o governador apresentou documento comprovando que as acusações não passavam de ilações sem fundamento.

A PGR, por sua vez, entendeu que havia divergências nas informações prestadas por Carvalho Filho. Na avaliação do Ministério Público, o delator sequer tinha detalhes da entrega do dinheiro que diz ter feito.

A procuradoria considerou que havia “dificuldade praticamente intransponível” de provar o repasse do dinheiro.

Do Portal Vermelho

Anúncios

Um comentário

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s