Seminário marca as comemorações pelos 100 anos da Revolução Russa em São Luís


A seção maranhense da Fundação Maurício Grabois realiza nos dias 10 e 11 de outubro, no auditório “Padre Antônio Vieira” do Centro Cultural Convento das Mercês, em São Luís, o seminário “100 anos da Revolução Russa (1917-2017) – legado e lições”.

Considerado um dos eventos mais importantes da história contemporânea, a Revolução Russa completa cem anos em 2017. Para celebrar a data, a seção maranhense da Fundação Maurício Grabois realiza nos dias 10 e 11 de outubro, no auditório “Padre Antônio Vieira” do Centro Cultural Convento das Mercês, em São Luís, o seminário “100 anos da Revolução Russa (1917-2017) – legado e lições”.

As inscrições para o evento são gratuitas, porém limitadas. Para participar basta enviar email para graboismaranhao@gmail.com, digitando no campo “assunto” a palavra “inscrição”, e informando no corpo do email nome completo, cargo ou profissão, instituição, endereço postal e email. O evento dá direito a certificado de 12h, mas apenas para aqueles que se inscreverem e mantiverem frequência em todo o seminário.

O programa do seminário abarca a trajetória de um século desse grandioso evento histórico e suas repercussões no Brasil e no mundo; o legado científico e cultural da Revolução; as tendências atuais da grande crise do capitalismo, e a nova luta pelo socialismo que, a partir de múltiplas experiências, tem lugar no século XXI.

No transcorrer do seminário serão lançados os livros 100 anos da Revolução Russa, legados e lições (vários autores); Governos Lula e Dilma: o ciclo golpeado – Contexto internacional, realizações, lições e perspectivas (vários autores), e Lênin – Presença da Revolução (vários autores), e A Revolução Bipolar – Gênese e derrocada do socialismo soviético, do cientista político e emebro do Comitê Central do PCdoB Luís Fernandes.

Ecos da Revolução Russa no Brasil e no mundo

A Revolução Russa marcou a entrada definitiva do socialismo na história mundial. Em outubro de 1917 os trabalhadores russos, organizados politicamente, alcançavam o poder de Estado de forma inédita e iniciavam, pela primeira vez, a obra imensa da construção de uma nova sociedade. Os ecos daquele acontecimento inspiraram a torrente de mudanças revolucionárias que, ao longo das últimas décadas, alcançaram os mais longínquos rincões do planeta.

O surgimento do socialismo alimentou no Brasil e no mundo a esperança de um futuro livre da exploração, da opressão e da miséria. Destacam-se, na herança da experiência soviética, inegáveis avanços econômicos, sociais, democráticos, científicos e culturais, assim como o papel decisivo na derrota política e militar do nazifascimo. A experiência soviética teve repercussão em todo planeta e impactou a formação dos partidos comunistas em vários países, resultando inclusive na fundação do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), em 1922.

A revolução influenciou lutas reivindicatórias e revolucionárias ao redor do globo, e a formação da noção de cidadania a partir da garantia de um conjunto de direitos como educação, saúde, moradia e trabalho.

PROGRAMAÇÃO

10 de outubro – terça-feira

18:00h – Abertura com ato político-cultural

18:30h – Mesa 1: O significado histórico da Revolução de 1917

– João Quartim de Moraes – Prof. Depto. Filosofia Unicamp;

– Marly Vianna – Professora aposentada UFSCar; professora do mestrado em História da Universidade Salgado de Oliveira;

– Moderador: Allan Kardec Duailibe – Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação UFMA.

20:30h – Coquetel de lançamento de publicações da Fundação Maurício Grabois

– 100 anos da Revolução Russa, legados e lições (vários autores);

– Governos Lula e Dilma: o ciclo golpeado – Contexto internacional, realizações, lições e perspectivas (vários autores);

– Lênin – Presença da Revolução (vários autores);

– A Revolução Bipolar – Gênese e derrocada do socialismo soviético (Luís Fernandes).

11 de outubro – quarta-feira

9:00h – Mesa 2 – Ciência, cultura e arte na experiência soviética

– Alexandre Pilatti – Prof. Dr. Literatura Brasileira UnB;

– Cristiano Capovilla – Prof. Msc. Filosofia UFMA; doutorando em Filosofia (UERJ);

– Fábio Palácio – Prof. Dr. Depto. Comunicação Social UFMA;

– Rita Coitinho – Doutoranda em Geografia (UFSC);

– Moderadora: Laurinda Pinto – Pedagoga, secretária da Mulher do Governo do Estado do Maranhão.

14:30h – Mesa 3 – Lições da grande crise capitalista global.

– Elias Jabbour – Prof. Dr. Depto. Ciências Econômicas UERJ;

– Aloísio Sérgio Barroso – Doutorando em Economia Social e do Trabalho (Unicamp);

– Raimundo Palhano – Prof. Dr. Depto. Ciências Econômicas UFMA;

– Moderadora: Régina Galeno – Educadora, ex-secretária adjunta de Educação do Maranhão.

17:00h – Mesa 4 – Lições da nova luta pelo socialismo no século XXI

– Diego Pautasso – Prof. Dr. Relações Internacionais Unisinos;

– Ronaldo Carmona – Doutorando em Geografia (USP); ex-assessor de Planejamento do Ministério da Defesa;

– Dilermando Toni – Economista, membro do Comitê Central do PCdoB;

– Moderador: Ed Wilson Ferreira Araújo – Prof. Dr. Depto. Comunicação Social UFMA.

SERVIÇO

*O que:* Seminário 100 anos da Revolução Russa (1917-2017) – legado e lições

*Quando:* 10 de outubro – 18h; 11 de outubro – a partir de 9h;

*Onde:* Convento das Mercês

*Contato:* Fábio Palácio, presidente da Fundação Maurício Grabois/MA – (11) 99328-4212; (98) 98807-2611.

Anúncios

Um comentário

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s