Cristina Kirchner é eleita senadora e se firma como 2ª força política


A ex-presidenta Cristina Kichner foi eleita ao Senado neste domingo (22) e se posicionou como uma oposição sólida, a segunda força política da Argentina. O candidato apoiado por Maurício Macri, Estebam Bullrich obteve mais votos para Câmara alta: 41,3%, contra 37,2% da peronista e garantiu maioria parlamentar governista.

Como obteve a segunda maior votação, esta é considerada a “primeira derrota” de Cristina, mesmo tendo sido eleita ao cargo que pleiteava. Ainda assim, ela se consolidou como a dirigente opositora mais votada do país e se prepara para pavimentar seu retorno à presidência na próxima eleição presidencial, dentro de dois anos. Esta eleição também mostrou crescimento da coalizão de esquerda integrada por ela, a Unidade Cidadã.

Tradicionalmente as forças governistas obtém maioria de votos nas eleições parlamentares de meio de mandato. Há 33 anos, desde que a Argentina recuperou a democracia, só um presidente perdeu este pleito, Fernando de la Rúa (1999-2001).

Outros opositores de Macri, entre eles Sergio Massa, não chegaram nem perto do êxito de Cristina que se posiciona como a principal dirigente de oposição no país.

Neste domingo cerca de 78% dos argentinos aptos a votar foram às urnas para eleger 127 deputados e 24 senadores. A coalizão de Macri, Cambiemos, não conquistou maioria absoluta em nenhuma das duas Casas legislativas e precisará manter alianças com outros setores.

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s