Instituto Paulo Fonteles: Paulinho deixa legado de luta e humanidade

Paulo Fonteles Filho

Paulo Fonteles Filho, assim como o pai, o advogado Paulo Fonteles, sonhava com uma sociedade justa. Paulinho materializava essa luta em diversas trincheiras, entre elas na atuação no Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos. Nesta quarta-feira, Paulo Filho foi vitima, aos 45 anos, de um infarte fulminante. Nota divulgada pelo Instituto, que era presidido por Paulinho, diz: “As bandeiras do Pará, do Brasil, dos Direitos Humanos e do Partido Comunista – PCdoB estão a meio mastro “.

Confira abaixo na íntegra a Nota Pública do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos:

NOTA PÚBLICA

As bandeiras do Pará, do Brasil, dos Direitos Humanos e do Partido Comunista – PCdoB estão a meio mastro. Nessa manhã faleceu de um infarto fulminante, o Presidente do Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos, Paulo César Fonteles de Lima Filho. O velório vai acontecer a partir das 13:00h na Assembleia Legislativa do Estado do Pará – ALEPA e o sepultamento do seu corpo às 10:00h no Cemitério Santa Izabel onde seu pai foi sepultado.

Paulo Fonteles era um dos mais brilhantes e atuantes defensores da Luta do Povo e dos Direitos Humanos. Sua trajetória é incontestável. Sua militância política começou desde adolescente no Grêmio Estudantil do NPI, Dirigiu a União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas – UMES no fim dos anos 80, foi dirigente nacional da gloriosa União da Juventude Socialista – UJS, Ex. vereador de Belém pela legenda comunista por dois mandatos e dirigente estadual do PCdoB no Pará. Atualmente presidia o Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos – IPF e era membro da Comissão Estadual da Verdade (CEV), aonde teve militância destacada pelo resgate da memória, da verdade e da justiça para apuração dos crimes cometidos pela ditadura militar nos anos de chumbo no Brasil.

Paulinho Fonteles, como todos nós chamávamos carinhosamente, era filho do deputado comunista Paulo Fonteles, advogado e dirigente do Partido Comunista do Brasil, morto pelas balas do latifúndio em 1987, a mando da UDR (União Democrática Ruralista).

Aos 45 anos de idade Paulinho Fonteles nos deixa, mais com toda certeza fica seu legado e seu exemplo de luta, de pessoa humana, generosa, carinhoso com os filhos, com os irmão, com sua companheira Angelina Anjos e com os amigos e camaradas. Todos nós estamos consternados nessa manhã triste, com essa perda! Mais fica a saudade e seu exemplo pra luta do povo e por uma sociedade mais justa, mais fraterna e socialista.

Viva os lutadores do povo! Viva Paulinho Fonteles!

Instituto Paulo Fonteles de Direitos Humanos – IPF

Do Portal Vermelho

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s