Rafael Gomes, apenas um genial rapaz latino-americano


Desde o momento em que soube do trágico acidente com os companheiros e companheiras da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), da morte de 5 deles, incluindo o nosso camarada Rafael Gomes, e da situação dos feridos, entre as quais a camarada uruguaia Besna Yaconvenco, luto contra a tristeza e a perplexidade.

Por Ricardo “Alemão” Abreu*

Foto: Facebook

Rafale Gomes e Besna Yaconvenco

Nos dias 22 e 23 de setembro deste ano estive novamente em Foz do Iguaçu (PR), e reencontrei muitos amigos e camaradas. Na UNILA para um debate acadêmico sobre a América Latina com os professores Luciano Severo e Lucas Kerr, reencontrei o alegre e combativo casal Rafael e Besna.

Como era a noite de 22 de setembro, fomos muitos de nós comemorar o aniversário de fundação da UJS. Conversando com Rafael e Besna, falamos de lutas do passado, e principalmente de projetos políticos e pessoais para o futuro. No dia seguinte, participamos juntos da reunião do Comitê Municipal do PCdoB de Foz do Iguaçu, preparatória do 14º Congresso.

Como disse Carla Santos e outra pessoa amiga de Rafael na internet, parafraseando Belchior, Rafael era “apenas um rapaz latino-americano, sem dinheiro no banco, e vindo do interior”, que nos deixou somente as lembranças de seu marcante sorriso e embarcou na kombi azul para não mais voltar fisicamente.

Rafael era um militante exemplar, com convicções e compromisso revolucionário, e um pessoa leve, agradável, dedicado à cultura e às artes, sobretudo ao cinema. De Bauru (SP), foi atuante no movimento secundarista e universitário e em SP. Participou da UPES, da construção do CUCA, Circuito Universitário de Cultura e Arte da UEE-SP e da UNE, e era uma liderança importante na UNILA. Como eu, era um apaixonado pela América Latina, pela causa da integração de nossos povos, causa que se respira o tempo todo na UNILA, um laboratório dessa integração.

Rafael era um tanto genial, na sua grande simplicidade e simpatia. Estava animado com planos pessoais e partidários. Perdemos um grande quadro, e sua vida breve e riquíssima merece ser contada e recontada, lembrada e relembrada, sempre. Que Besna se recupere bem e logo, e que Lênin, filho de Rafael, seja forte para seguir sem a presença física do pai, e que conte com o apoio dos comunistas em sua vida. Sejamos solidários com as famílias de Rafael e de Besna, e dos demais companheiros que faleceram ou se encontram hospitalizados.

Rafael Gomes presente, agora e sempre!

*Ricardo Alemão Abreu é latino-americanista e Secretário Nacional de Organização do PCdoB.

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s