Luciana: “No processo contra Lula está em jogo a própria democracia”


Por meio de nota, a presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos (PE), manifestou apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, denunciando que os processos em curso contra ele tem sido marcado pela violação dos direitos e garantias constitucionais. A dirigente comunista afirma ainda que o objetivo é impedir a candidatura de Lula em 2018.

“O Partido Comunista do Brasil manifesta sua solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e acusa que os processos movidos contra ele desrespeitam o Estado Democrático de Direito. Sua condenação em julgamento de primeira instância se deu à margem da legalidade, uma vez que nenhuma prova foi apresentada”, enfatiza a nota, que classifica a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª região de agendar o julgamento em apenas cinco meses, quando normalmente o prazo médio é de 15 meses, uma demonstração de que houve uma celeridade motivada por interesses políticos.

“Diante da gravidade dessa questão, o PCdoB considera imperativa uma tomada de posição e de ação unitária do conjunto das forças populares, democráticas e patrióticas na defesa da democracia, pois o que está em jogo é a realização de eleições presidenciais em 2018 com pleno respeito à soberania do voto popular”, acrescenta.

Segundo ela, há uma “verdadeira “caçada” a Lula”, que só é comparável a outros episódios dos “piores momentos autoritários da nossa história republicana”. Luciana atribui essa “caçada”, a uma “trama que o campo político conservador”, que já prevê mais uma derrota nas urnas em 2018.

“Além de tentar excluir o ex-presidente da disputa presidencial, os conservadores engatilham fórmulas casuísticas, como o parlamentarismo e o “semipresidencialismo””, salienta Luciana, se referindo ao projeto encaminhado pelo ministro do Supremo, Gilmar Mendes, ao Senado que propõe uma mudança no sistema de governo.

“O PCdoB considera que esse conluio das forças reacionárias para excluir Lula da disputa é mais um ataque à própria democracia. Manifesta, de maneira resoluta, a defesa do direito do ex-presidente se candidatar à Presidência da República”, reforça outro trecho da nota, que destaca que este posicionamento tem sido reiterado pela pré-candidata do PCdoB à Presidência da República, Manuela D’Ávila.

A deputada gaúcha Manuela D’Àvila, em conjunto com outras personalidades e lideranças de outras legendas, convoca a realização de um “tribunal paralelo”, na véspera do julgamento de 24 de janeiro.

Do Portal Vermelho

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s