Luciana: Em 2018 segue pressão para que direitos sejam respeitados


A presidenta nacional do PCdoB, deputada Luciana Santos (PE), lutou ao longo de 2017 nas ruas e no parlamento para barrar a proposta apresentada por Michel Temer da reforma da Previdência Social (PEC 287/16), que visa retirar a aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras.

A proposta foi pautada na Câmara dos Deputados no ano passado e sem os votos necessários a base governista adiou a votação da PEC 287/16 para este ano. Segundo Luciana, existe a necessidade de uma reforma na Previdência, em função do aumento da longevidade da população, mas esta proposta que está sendo apresentada pelo governo Temer não serve porque não se preocupa com os direitos dos trabalhadores.

Em dezembro do ano passado, antes do recesso parlamentar, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmou que a PEC 287/16 será votada no dia 19 de fevereiro, logo após o feriado do Carnaval. Para a reforma ser aprovada o governo precisa alcançar os 308 votos.

“Em 2018 segue a pressão para que os direitos da nossa gente, conquistados com tanta luta, sejam respeitados”, concluiu Luciana Santos.

Do Portal do PCdoB

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s