Luciano Siqueira: Agora é pra valer!


Ao contrário do samba, que proclama “agora é cinza, tudo acabado e nada mais”, passado o carnaval o ano começa, finalmente — e o jogo político mirando o pleito de outubro é pra valer.

Nacionalmente e em cada estado.

Tudo dentro de um script ainda indefinido, tamanha a instabilidade reinante na cena política.

A uma força política consequente cumpre examinar os acontecimentos com atenção, noção de processo e descortino de médio e longo prazo.

A História é rica em exemplos, no Brasil e alhures, de que nem sempre a corrente política organicamente mais poderosa resulta vitoriosa. Ou plenamente hegemônica.

Algumas têm força acumulada, mas não têm juízo. E das que têm juízo, ainda que preliminarmente menos robustas em termos de efetivos militantes, votações acumuladas e poderio financeiro, alguma pode vislumbrar “janelas de oportunidade” e, mediante ousadia e flexibilidade tática, alcançar importantes resultados.
Parece uma especulação distante da realidade. Mas não é.

Aqui mesmo em Pernambuco, na história recente, desde 2000, vitórias obtidas pelo PT no Recife, pelo PCdoB em Olinda e pelo PSB em âmbito estadual o confirmam.

Demais, num ambiente confuso perante o olhar do eleitor, e ainda palmilhado por contradições “internas” de certa monta, praticamente em todas as coalizões em formação, cabe a análise paciente, circunstanciada e o quanto possível precisa do cenário em formação.

As convenções partidárias que celebrarão as alianças e as candidaturas acontecerão em agosto. Tempo suficiente para avaliar tendências e possibilidades.

No que concerne ao PCdoB, de largueza de raciocínio e ainda insuficiente força organizada, a pré-candidatura da deputada Manuela D’Ávila à presidência da República, condutora do projeto nacional sustentado pelo Partido, pode e deve se confirmar agora, em ritmo acelerado, como polo aglutinador de energias criativas e de iniciativa militante em toda parte.

Para mobilizar as base partidárias próprias e semear o debate junto a segmentos políticos e sociais no campo democrático e progressista.

Daqui até agosto, pra valer – quaisquer que sejam as variações táticas que venham a prevalecer na disputa presidencial e no âmbito dos estados.

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s