Nicolás Maduro é reeleito presidente da Venezuela com 67,7% dos votos

em

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, venceu as eleições presidenciais realizadas neste domingo (20) no país com 67,7% dos votos. O anúncio foi feito por volta das 23h30 (horário de Brasília) pela presidenta do CNE (Conselho Nacional Eleitoral), Tibisay Lucena.

AVN

Maduro vai para seu segundo mandato de seis anos

Maduro vai para seu segundo mandato de seis anos

 

Segundo a oficial, a tendência é irreversível e aponta para a vitória de Maduro, que, até o momento tem 67,7% dos votos (5.823.728 do total). O candidato da oposição, Henri Falcón, somou 21,1% (1.820.552 votos); Javier Bertucci, 10,75% (925.042); Reinaldo Quijada, 0,4% (34.614).

Quando o anúncio foi feito, haviam sido apuradas 92,6% das urnas e segundo o CNE, 46,01% dos venezuelanos participaram da votação neste domingo – a projeção é que o resultado final mostre 48% de comparecimento. No país em que o voto não é obrigatório, a cifra pode ser considerada alta, visto que, em outras nações com sistemas facultativos a participação gira em torno disso, é o caso da última eleição presidencial dos EUA, que teve 46,6% de eleitores.

Projeto de governo

Nicolás Maduro foi vice-presidente da Venezuela até a morte de Hugo Chávez, em março de 2013, quando assumiu interinamente o cargo e se candidatou em abril do mesmo ano. Esta é a primeira reeleição do presidente que entra agora no seu segundo mandato de seis anos.

Antes, Maduro foi deputado da Assembleia Constituinte de 1999, deputado da Assembleia Nacional (2000 – 2006), presdiente da Assembleia Nacional (2005) e ministro das Relações Exteriores (2006 – 2012).

Seu projeto de governo para esta reeleição está baseado no Plano Pátria 2019 – 2015, que conta com 30 mil ideias elaboradas pelos setores populares. Os pontos fundamentais são:

– Consolidar a educação pública e gratuita e chegar a 100% de escolaridade;

– Expandir o sistema de saúde pública, gratuita e de qualidade. Melhorar o sistema de saúde da família, primária e comunitário;

– Entregar até 5 milhões de casas populares através do programa Grande Missão Vivenda Venezuela;

– Fortalecer o Carnê da Pátria para proteger 16 milhões de venezuelanos de forma integral e o Sistema Bonos para obter ajuda econômica a fim de construir 5 milhões a mais de casas;

– Consolidar os CLAP (Comitês Locais de Abastecimento e Produção), os mercados do Campo Soberano, sistemas de preços justos e mudança da moeda venezuena com objetivo de furar o cerco de distribuição elitista que tem boicotado o governo e barrar o mercado paralelo que pratica preços abusivos;

– Impulsionar a criptomoeda Petro e manter em marcha as mudanças econômicas para vencer os bloqueios internacionais.

No Portal Vermelho, com agências

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. cesarfabreu disse:

    Republicou isso em SINDUNIVASF.

    Curtir

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s