Ricardo Capelli: Escala a Manu, Tite!!!


Minha Querida Amiga,

Você é demais! Que inveja! Euzinho, com uma pitada de sangue italiano nas minhas veias verde e amarelas, cria de Vila Isabel, jamais teria tamanha elegância e paciência contra um time de caneleiros. Na escola municipal João Alfredo, onde eu jogava bola nos finais de semana, canelada era respondida com carrinho, do joelho pra cima.

Foi lindo ver você bailar em campo com os botinudos desesperados no seu encalço. Me fez lembrar seu conterrâneo Paulo Roberto Falcão, nosso Rei de Roma. A cada chute na canela uma caneta no meio das pernas com o queixo levantado e a espinha ereta em direção ao gol.

Os adoradores de Trump, o enjaulador de crianças, vieram com uma zaga fechada e retranqueira. Puseram em campo a velha tática dos “direitos só para os nossos humanos capitalistas”.

Furaram as bolas e lançaram quadradas para os camaradas Stálin e Mao. Você matou no peito, arredondou e colocou os dois na cara do gol.

Tentaram, com a ajuda do árbitro de vídeo, marcar um pênalti contra o time de Chávez e Maduro. Você não esperneou, pegou a camisa do goleiro, acertou o canto do batedor e armou um rápido contra-ataque com o time da autodeterminação dos povos.

Espantou o estádio triangulando lindamente com o desenvolvimento, e explicou pro menino filósofo recalcado, que já deve ter tomado várias goleadas do time de salão da UJS na USP, que gasto público é investimento e que a conta da situação fiscal é dramática quando, providencialmente, roubam em campo escondendo a conta do serviço da dívida.

Como Zinédine Zidane, maestro que encantou o mundo, também não se furtou a dar uma cabeçada no fascista quando este mereceu. O “Capitão” mandou seu reserva, ele sempre passa mal na hora de entrar em campo, coisa de família de “valentões”. Jandira, médica de nossa equipe que já socorreu um dos “amarelos” na beira do gramado, que o diga.

Quando percebeu que o adversário avançava contra o Estado Democrático de Direito, convocou Flávio Dino a entrar em campo. Incapazes de enfrentá-lo, se jogaram no chão e começaram a fazer cera.

Marcou um gol de placa defendendo o fortalecimento das categorias de base com primor e inteligência. Sem investirmos em nossos meninos e meninas da base jamais teremos um Brasil campeão.

Uniu o time da esquerda em torno de uma tática. Mas deixou claro que, se preciso, tem um time pronto e animado pra disputar o campeonato.

Quando a cartolagem adversária desesperada armou um golpe desleal contra o craque Lula e puxou o cartão vermelho, assumiu a braçadeira de Capitã e peitou o juiz sem medo.

Sinceramente Tite, Douglas Costa se machucou, desloca Neymar para direita e escala Manu pela esquerda. Pode apostar. É Hexa certo!

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s