Centro Barão de Itararé lança campanha solidária para manter sua sede


Com oito anos de vida e muito acúmulo de atividades ligadas à luta pela democratização da comunicação, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa passa por dificuldades. Para ajudar a manter as suas atividades, o Barão optou por centrar esforços em uma de suas principais frentes: a manutenção de sua sede física, em São Paulo, e que já se tornou patrimônio de movimentos, militantes e ativistas brasileiros.

 

 

A campanha de apoio ao Barão de Itararé é feita através de uma vaquinha virtual e os recursos arrecadados serão destinados para cobrir as despesas de aluguel e manutenção da sede do Barão de Itararé por 1 ano (12 meses) e assim, permitir continue sempre aberta para todos.

Veja o recado de Altamiro Borges, presidente do Barão, sobre a campanha:



Um pouco da nossa história

O Barão de Itararé nasceu para se somar à luta por uma comunicação mais democrática no Brasil, mas com um foco importante: fortalecer a comunicação dos movimentos sociais, encontrar caminhos para potencializar a produção jornalística realizada por blogs e sites do que se convencionou chamar de mídia alternativa. Mas que também pode ser chamada da mídia comunitária, popular, colaborativa, independente, social. O que importa é fortalecer os instrumentos que dão voz aos setores historicamente excluídos pela mídia hegemônica, pelos grandes conglomerados privados-comerciais de comunicação que monopolizam a comunicação no Brasil.

Nesse esforço, o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé abriu um espaço físico para compartilhar ideias, realizar debates e reuniões para discutir a situação do Brasil. Passaram pela sede nomes como os do ex-presidente do Uruguai, Pepe Mujica, do linguista e filósofo norte-americano Noam Chomsky, do relator para a liberdade de expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, Edson Lanza, e de inúmeros intelectuais, artistas, economistas, lideranças sociais, entre os quais: Bresser Pereira, Luiz Gonzaga Belluzo, Laura Carvalho, Celso Amorim, Samuel Pinheiro Guimarães, Tico Santa Cruz, Sérgio Mamberti, Fernando Haddad, Jessé de Souza, Manuela D’Ávila, Roberto Requião, Luciana Santos, Jandira Feghali, Wadih Damous, Dilma Rousseff, Eugênio Aragão, Sérgio Gabrielli, Emiliano José, e muitos mais.

Jornalistas, blogueiros, comunicadores

A sede do Barão é a casa dos jornalistas, blogueiros e comunicadores que lutam por uma comunicação mais democrática. Paulo Henrique Amorim, Mino Carta, Bob Fernandes, Rodrigo Vianna, Renato Rovai, Luis Nassif, Maria Inês Nassif, Laura Capriglione, João Franzin, Eduardo Guimarães, Conceição Oliveira, Luiz Carlos Azenha, Paulo Moreira Leite, Palmério Dória e mais uma dezena.

A casa do movimento social

Já utilizaram a nossa sede entidades como: MST, MTST, Frente Brasil Popular, UNE, UBES, UEE-SP, UJS, Levante Popular da Juventude, Cebrapaz, vários sindicatos (Jornalistas, Arquitetos), federações e confederações.

Orçamento

Saiba como o Barão de Itataré usará os recursos arrevados pela campanha.

Aluguel: R$ 2.500,00
Condomínio: R$ 1.750,00
Limpeza: R$ 300,00
Luz: R$ 300,00

Fonte: Barão de Itararé

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s