Luciana Santos: sagacidade e amplitude para enfrentar os desafios


Depois de exercer dois mandatos representando o estado de Pernambuco pela legenda do PCdoB, Luciana Santos se despediu da Câmara dos Deputados para assumir a vice-governadoria do estado depois de ser eleita ao lado do governador Paulo Câmara. A presidenta nacional do PCdoB entende que o momento é de compor uma ampla frente para resistir aos ataques contra os interesses do Brasil e dos brasileiros. Ela entende que é preciso sagacidade e amplitude para garantir que o Brasil não retroceda.

 Luciana Santos, presidenta nacional do PCdoB, assumirá a vice-governadoria de Pernambuco depois de exercer dois mandatos de deputada federal

Luciana se despede do Congresso Nacional onde se empenhou em defender os direitos dos trabalhadores, o desenvolvimento nacional e a democracia, numa atuação reconhecida não só pelo povo pernambucano, mas também pelos órgãos que acompanham o trabalho dos parlamentares, sendo apontada por vários anos entre os 100 melhores parlamentares brasileiros no levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar, conhecido como “Cabeças do Diap”.

As principais ações do mandato durante os últimos oito anos foram apresentadas em um encontro, no Recife, realizado em meados de dezembro. O ato contou com a presença do governador Paulo Câmara e de sua esposa, a juíza Ana Luíza Câmara, bem como dos deputados eleitos pelo PCdoB, João Paulo Lima e Renildo Calheiros, estadual e federal, respectivamente; do vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira, e de colaboradores e apoiadores do mandato de todo o estado.

“Estamos conseguindo encerrar 2018 com muito trabalho e conquistas para o povo pernambucano, seja na área da saúde, da educação ou da segurança”, disse Paulo Câmara durante o evento, ressaltando a redução em 34% no índice de homicídios no estado. “Ano que vem os desafios serão grandes, mas a gente tá preparado. A gente vai chegar junto da população e conto com vocês, com Luciana que será com certeza uma vice-governadora que vai fazer história como ela já fez como parlamentar e como prefeita de Olinda”, frisou.

Durante o evento também foi lançado um livro com a síntese da atuação de Luciana como deputada federal. A publicação também está disponível em formato de Ebook.

Terceira mulher eleita por Pernambuco para a Câmara, Luciana inaugurará um novo marco histórico a partir de janeiro: será a primeira vice-governadora do estado. “Tenho consciência da grande responsabilidade em ser a primeira mulher nessa posição e estarei procurando honrar a tradição de mulheres como as heroínas do Tejucupapo e Cristina Tavares. Em todos esses desafios que perpassam os interesses das mulheres, eu vou estar lá procurando fazer valer uma agenda próspera, inclusiva, que é a esperança e perspectiva do povo pernambucano”, comentou.

Da experiência parlamentar pretende, ainda, levar para a gestão ao lado de Paulo Câmara as contribuições sobre desenvolvimento local; ciência, tecnologia e inovação; cultura e questões de mulher. “Paulo pode ter certeza que estarei lado a lado com ele, colocando nossa inteligência coletiva a disposição do povo de Pernambuco para fazer valer a marca pernambucana da altivez, da vontade de garantir uma qualidade de vida melhor para nossa gente”, afirmou.

Luciana observou que o ambiente político nacional também exigirá atenção e sagacidade. “Sabemos que o ambiente é de muita instabilidade política. Embora seja um governo eleito pelo voto é um governo que não tem perspectiva clara, que tem vários polos de poder e tem muitas contradições entre si. Um governo que apresenta uma agenda ultraliberal na economia, autoritária na política e retrógrada nos costumes. Mas isso não vai impedir que os interesses de Pernambuco se coloquem, que se estabeleça relações institucionais para fazer valer a agenda do estado, as emendas e os recursos”.

A próxima vice-governadora pernambucana considera ainda que é preciso colocar os interesses de Pernambuco em primeiro lugar e ao mesmo tempo ter a característica da resistência a tudo aquilo que ataque os interesses da Nação e dos trabalhadores e ter a capacidade de juntar uma frente ampla, com múltiplos atores, para garantir que não se consolidem retrocessos e reduzir danos. “O espírito que nos move é de combate, de luta, de paciência, sagacidade e amplitude para garantir que o Brasil não retroceda e a gente garanta conquistas porque, com certeza, aqui vamos lutar para que Pernambuco floresça, progrida e seja cada vez mais um estado inclusivo”

 

De Brasília: Ana Cristina Santos

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s