Cebrapaz: Repudiamos a ofensiva do Grupo de Lima contra a Venezuela


O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) repudia veementemente a contínua ofensiva dos países do Grupo de Lima, alinhados à agenda do imperialismo estadunidense, contra a República Bolivariana da Venezuela. Em nota de 4 de janeiro, os membros do grupo, à exceção do México, declararam não reconhecer o governo do presidente Nicolás Maduro, legitimamente reeleito pelo povo venezuelano nas eleições de 2018.

venezuela-anti-imperialista-1024x516

As forças democráticas e da paz e de todo o mundo têm condenado o cerco midiático, político e econômico orquestrado pela oligarquia nacional e regional e pelos Estados Unidos contra o governo da Venezuela. Tal conluio visa fazer descarrilar a revolução bolivariana, desestabilizar o país e enfraquecer a soberania venezuelana precipitando uma “mudança de regime”, ou seja, um repugnante golpe de estado.

Entre os países signatários da ultrajante declaração, onde ainda ousam demandar que o presidente Maduro ignore o voto que o povo venezuelano lhe concedeu para assumir novo mandato nesta quinta-feira (10), estão aqueles governados por forças antidemocráticas e antipopulares sem legitimidade para se arrogar o papel de defensores da democracia venezuelana.

Ademais de o pretexto ser reconhecimento da ingerência direta nos assuntos do país irmão, governos como o do Brasil, antes sob o mando do golpista Michel Temer e agora sob o do autoritário e ofensivo Jair Bolsonaro, alimentam a crise na Venezuela e buscam inflar a polarização, agravando a situação que tem como vítima direta o povo venezuelano.

Também são impactados os esforços de cooperação e os princípios de amizade e respeito mútuo com que até recentemente governos progressistas buscavam consolidar uma integração regional solidária e soberana, independente do jugo dos Estados Unidos.

Exigimos o fim das medidas ofensivas como as sanções e demais medidas de desestabilização que causam sofrimento ao aguerrido povo venezuelano e dificultam os esforços do governo e das forças democráticas no país para resolver a crise.

Reafirmamos nosso repúdio à posição do governo Bolsonaro e aliados no Grupo de Lima, em posição agressiva diametralmente oposta aos princípios reforçados na Proclamação da América Latina e Caribe como Zona de Paz pela Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (CELAC) na cúpula de 2014. O compromisso com tal proclamação requer o respeito à soberania das nações para a consolidação de relações de cooperação e amizade na região.

Tirem as mãos da Venezuela!
Viva a luta do povo venezuelano em defesa da sua soberania!
Pela paz e a solidariedade entre os povos da América Latina e Caribe!

Direção Nacional – CEBRAPAZ
09 de janeiro de 2019

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s