Parlamentares criticam ministro e ressaltam história de Chico Mendes


A fala do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre desconhecer Chico Mendes durante entrevista ao programa Roda Viva da TV Cultura, repercutiu no Congresso Nacional. Além de não conhecer o líder seringueiro, Salles arrematou: “Que diferença faz quem é Chico Mendes?”

Foto: Agência Câmara

Perpétua Almeida defendeu o legado de Chico Mendes 

Perpétua Almeida defendeu o legado de Chico Mendes

 

Ricardo Salles ainda afirmou que escutou de pessoas ligadas ao agronegócio da região que Chico Mendes “usava os seringueiros para se beneficiar” e fazia manipulação da opinião.

Para a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) desconhecer a importância de Chico Mendes para a preservação da floresta é desrespeitar a Amazônia, a história do líder, dos amazônidas e do povo acriano. “Ele foi um martim da floresta. A história da Amazônia não dá para ser contada sem o Chico”, disse a parlamentar.

O senador Humberto Costa, que participava nesta terça (12), na Câmara dos Deputados, do lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia e dos Direitos Humanos, destacou que Chico Mendes foi um dos maiores lutadores dos direitos humanos do país, do meio ambiente e do enfrentamento ao lucro desmedido na floresta.

Sobre o ministro, o líder petista disparou: “Eu é que pergunto: Quem é esse idiota do Ricardo Salles? A não ser um joguete nas mãos do agronegócio, da bancada ruralista e um inimigo do meio ambiente”.

Assunto mais comentado

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) publicou na sua conta no Twitter uma recomendação ao ministro para que ele assista a um vídeo do ex-presidente Lula no qual ele comentou sobre a morte de Chico Mendes pouco tempo após o assassinato. Na época, Lula disse que o líder seringueiro queria ficar vivo para defender a Amazônia.

Na conta oficial do ex-presidente foi postado a seguinte mensagem: “Sera que essas pessoas são tão burras que imaginam que matando o Chico Mendes mataram a luta do Chico Mendes? Chico Mendes foi covardemente assassinado na porta de sua casa em Xapuri, por fazendeiros que queriam invadir terras e derrubar a floresta”.

O ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc lembrou que conheceu Chico Mendes nos empates no Acre em defesa dos seringais, contra os “correntões que os desmatavam para formar pastos ilegais”.

Ele ainda destacou que o líder seringueiro era reconhecido no mundo como defensor dos povos da floresta e da Amazônia. “Irrelevante é você ministro”, afirmou.

Da redação em Brasília

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s