Orlando Silva: Bolsonaro quer cercear liberdade acadêmica


O líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Orlando Silva (SP), disse nesta segunda (11) no Twitter que, ao atacar professores e o ambiente acadêmico, Bolsonaro quer intimidar e cercear a liberdade de cátedra.

“Isso, sim, é impor um viés ideológico e autoritário nas instituições de ensino do país. É urgente que a sociedade se una contra as ameaças ao livre pensar”, afirmou o deputado federal.

No Twitter, Bolsonaro publicou que “ambiente acadêmico com o passar do tempo vem sendo massacrado pela ideologia de esquerda que divide para conquistar e enaltece o socialismo e tripudia o capitalismo”. Prossegue: “Neste contexto a formação dos cidadãos é esquecida e prioriza-se a conquista dos militantes políticos”.

Em nota, a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) diz que o presidente voltou às redes sociais para alimentar sua milícia virtual contra as universidades e os professores.

“Infelizmente, o presidente Jair Bolsonaro não entende o papel institucional de seu cargo e continua usando as redes sociais para uma cruzada político-ideológica contra aqueles que não comungam de suas predileções políticas. Hoje atacou o ambiente acadêmico”, diz a ANPG.

Da redação em Brasília

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s