Maria Prestes: “Dediquei minha vida à luta pela igualdade no Brasil”


Ao receber o Diploma Leolinda Daltro, da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, em sessão comemorativa ao Dia Internacional da Mulher, a militante comunista Maria Prestes destacou a luta das mulheres em defesa da liberdade. Para ela, estas mulheres devem inspirar as lutas em defesa da democracia e contra o obscurantismo.

Foto: Divulgação

 Maria Prestes ao discursar ladeada pela deputada Enfermeira Rejane e pelo ator Bemvindo Sequeira Maria Prestes ao discursar ladeada pela deputada Enfermeira Rejane e pelo ator Bemvindo Sequeira

Ao agradecer a homenagem que lhe foi prestada pelo parlamento estadual fluminense, Maria Prestes, destacou que “o Dia Internacional das Mulheres de 2019 foi diferente. A imagem de Marielle Franco, vereadora assassinada por seus opositores, atravessou o Sambódromo durante o Carnaval, retratada nas bandeiras da Escola de Samba Mangueira – vencedora, realizadora do melhor desfile.”

Maria Prestes, viveu por muitos anos na clandestinidade ao lado do líder comunista Luiz Carlos Prestes, com quem foi casada, e foi exilada na União Soviética durante a ditadura militar. Em seu discurso, ela ressaltou que “a história oficial do Brasil valoriza demais príncipes e princesas, enquanto deixa no esquecimento mulheres que deram a vida pela liberdade, como Dandara, Luísa Mahin, Olga Benário e Marielle. Vem de longe a luta da mulher brasileira”.

Maria Prestes considera que “devemos nos inspirar em figuras como essas para lutar hoje pela democracia brasileira e impedir o avanço do obscurantismo, do retrocesso político e ideológico”. Ela, que foi presa e torturada por sua atuação política e aos 88 anos continua sua militância, afirmou: “Eu dediquei minha vida à luta pela igualdade social no país”.

Para a deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, “muito além da celebração, a ideia desse dia era destacar as conquistas femininas e lembrar a importância de políticas públicas que possam garantir a segurança e o bem-estar das mulheres. E também marcar a luta das mulheres contra o preconceito e o feminicídio, que vem crescendo assustadoramente em nosso país”.

Assista à íntegra do discurso de Maria Prestes:

Da redação, com infomações da Alerj

Anúncios

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s