Flávio Dino diz que juiz não pratica atos políticos contra outro país


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), reagiu duramente sobre a notícia de que o então juiz Sérgio Moro pediu a integrantes da força-tarefa para expor informações sigilosas sobre a Venezuela. Em novo vazamento de conversas divulgado pela Folha de S.Paulo neste domingo (7), em parceria com The Intercept Brasil, Moro aparece agindo para dar reposta política a governo de Nicolás Maduro.
Flávio Dino dizque não se pode aceitar interferência de juiz em outro país Flávio Dino dizque não se pode aceitar interferência de juiz em outro país
“Soberania: não podemos aceitar que um juiz ou procurador de outro país interfiram em assuntos internos do Brasil. Simetria: juiz e procurador do Brasil não podem praticar atos políticos para interferir em outro país. Qualquer que seja ele. Basta cumprir artigo 4º da Constituição”, disse neste domingo (7) o governador.

Na sua opinião, está revelado no Brasil um estranho acúmulo ilegal de cargos públicos: pessoas exercendo simultaneamente funções de juiz, procurador e político. E ainda se autodenominam de “agentes da lei”. “Qual lei? Onde há vale-tudo, não há lei”, diz.

Da redação

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s