“Bolsonaro está delirando”, afirma chancelar cubano


O Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, contestou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro que, ao discursar na Assembleia Geral da ONU, nesta terça (24), acusou os médicos cubanos que trabalharam no programa Mais Médicos de serem agentes com objetivo de implantar uma ditadura no Brasil.

 

 

O chanceler cubano afirmou em sua conta no Twitter:“Eu rejeito categoricamente as calúnias de Bolsonaro sobre Cuba. Ele está delirando e anseia pelos tempos da ditadura militar. Ele deveria cuidar da corrupção de seu sistema de justiça, governo e família. É um campeão do aumento da desigualdade no Brasil”, disse Rodríguez.

“O novo Brasil que Bolsonaro diz construir em seu discurso é o da ideologia do ódio, da morte e da ignorância. A fala de Bolsonaro na ONU foi do tamanho da sua significância: pequeno”, enfatizou Rodriguez.

Da redação

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s