Recorde trágico: Brasil registra 1.179 mortes por Covid-19 em 24 horas


Pela primeira vez desde o início da pandemia no Brasil, o Ministério da Saúde registrou mais de mil mortes por Covid-19 num intervalo de 24 horas. Segundo o mais recente balanço da pasta, o coronavírus causou 1.179 óbitos entre segunda-feira (18) e terça (19). No mesmo período, foram confirmados mais 17.408 casos.

Trata-se de um novo recorde de mortes registradas em um dia, passando os 881 óbitos contabilizados na terça-feira passada (12). Os picos têm sido neste dia da semana porque, entre sábado e domingo, os dados não são registrados no sistema na mesma velocidade que nos dias úteis.

O Brasil se tornou o quinto país a superar, em um único dia, a trágica marca de mil mortes decorrentes do coronavírus. Esse pico diário – acima dos três dígitos – também foi alcançado pelos Estados Unidos (2.612), França (1.417), China (1.290) e Rússia (1.172), conforme levantamento da Universidade Johns Hopkins. Somos, ainda, o terceiro país em total de casos, atrás apenas dos Estados Unidos (1,5 milhão) e da Russia (quase 300 mil).

Porém, enquanto a maioria dos países mais afetados pela doença já está do outro lado do pico de contaminações, o Brasil ainda vê a Covid-19 em fase de aceleração. Não se sabe o quanto essa etapa vai durar.

“Se o isolamento social for baixo, há um aumento rápido no número de mortos. Se o isolamento for rígido, acontece menos mortes e o pico é diluído ao longo do tempo”, alerta o infectologista Marcos Boulos, da Superintendência de Controle de Endemias de São Paulo (Sucen-SP). “Enquanto estiver como hoje, meia boca, vai continuar morrendo muita gente.”

Por estados

São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de mortes (5.147). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (3.079), Ceará (1.856), Pernambuco (1.741) e Amazonas (1.491). Já em número de casos confirmados, o ranking tem São Paulo (65.995), Ceará (28.112), Rio de Janeiro (27.805), Amazonas (22.132) e Pernambuco (21.242).

Ao todo, o Brasil tem, hoje, 271.628 casos confirmados e 17.971 mortes. D️e acordo com o ministério, há 146.863 pacientes em acompanhamento (54,1% do total) e ️ 106.794 recuperados (39,3%). Vale lembrar que esses números estão sempre defasados, já que os resultados dos exames demoram a sair. Há casos em que uma morte causada pela doença demora até 50 dias para entrar nas estatísticas do governo.

Também há subnotificação. Segundo os dados oficiais, o Brasil realizou 386,5 mil testes não específicos de Covid-19 (que identificam vírus respiratórios no geral). A taxa de testagem é de apenas 1,82 por mil habitantes, enquanto as taxas de Itália (50,3) e Estados Unidos (37,4) são mais de vinte vezes maiores.

Da Redação, com agências

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.