Apelo ao manifesto mineiro pela democracia une políticos de trajetória divergente


Numa live para debater os desafios da educação na pandemia, nesta sexta-feira, 12, a presidente do PCdoB de Belo Horizonte, e ex-deputada federal, Jô Moraes, e o sociólogo e ex-deputado federal, João Batista dos Mares Guia convergiram na emergência de que Minas volte ao cenário nacional com um manifesto em defesa da democracia. O silêncio de Minas ante a ameaça fascista não pode continuar, registraram. “Minas Gerais não pode ser um puxadinho do Planalto” ressaltou Jô Moraes, insistindo na união de amplos setores da sociedade e da política. João Batista, concordando com a necessidade dessa mobilização contra a ameaça fascista, ressaltou que precisa ter a incorporação da sociedade civil, de partidos, artistas, políticos e empresários. E falou da semente de um Manifesto Mineiro Pela Democracia que “poderia ter à frente entidades religiosas como é o caso da CNBB, de tanta tradição de resistência, cuja presidente é o mineiro Dom Walmor.”

1 comentário

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.