Conheça as mais de 300 candidaturas a prefeito das capitais


Ao todo, 312 candidatos disputarão a prefeitura das capitais brasileiras distribuídos em 32 partidos, dos 33 registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Somente o Partido Comunista Brasileiro (PCB) não terá representantes em nenhum dos 26 municípios.

Entre os 32 partidos, a Unidade Popular (UP), fundada em 2019, é o único a disputar a eleição pela primeira vez. A legenda terá candidaturas em sete capitais. Entre elas, São Paulo, onde a candidata é Vivian Mendes, presidenta da sigla,

O partido com menos candidaturas é o PMN, que terá representantes apenas em Maceió (AL) e Boa Vista (RR). Em seguida, PTB (3), PMB (3), PTC (4) e Democracia Cristã (5).

Belo Horizonte, Curitiba e Porto Velho, com 16 candidaturas cada uma, são as capitais com maior número de candidatos. As três são seguidas por Campo Grande (15), Natal (15), São Paulo (15), Goiânia (14), João Pessoa (14), Palmas (14) e Rio de Janeiro (14).

Esquerda

Os seis partidos de esquerda, PSOL, PT, PSTU, PCdoB, PCO e UP, representam 18% do total de legendas do país. Porém, somam 88 candidaturas a prefeituras das capitais, 28% do total. Para o cientista político José Antônio Moroni, o dado surpreende, pela conjuntura atual, de “perseguição de partidos e ideias de esquerda.”

“Ao longo da nossa história, sempre tiveram tentativas de criminalizar a esquerda. Muitas vezes conseguiram, inclusive judicialmente. Mas a esquerda sempre sobreviveu a esses momentos”, aponta Moroni.

“A esquerda tem proposta e consegue dialogar com o campo popular. Esse número de candidaturas mostra isso. É lógico que estamos numa conjuntura adversa para ela, o conservadorismo se manifestou com força na sociedade brasileira. Porém, isso não significa que a esquerda tenha perdido relevância”, finaliza.

PCdoB lança número inédito de candidaturas

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) colhe um feito inédito: a legenda comunista lança o maior número de candidatos e candidatas à prefeitura das principais cidades do país. São 12 candidaturas, podendo chegar a 13, além das candidaturas a vice. Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), São Luís (MA),  São Paulo (SP), Salvador (BA), Vitória (ES), são as capitais em que o partido terá disputará as prefeituras.

Um dos destaques do PCdoB é Manuela d’Ávila, que disputou a vice-presidência da República com Fernando Haddad, do PT, e agora tem o petista Miguel Rosseto (PT) como vice. A chapa lidera as pesquisas. Outra dobradinha dos dois partidos ocorre no Rio de Janeiro com a deputada federal Benedita da Silva (PT) como candidata à prefeita e deputada estadual Enfermeira Rejane como vice. Em São Luís a dobradinha volta a se repetir com o PCdoB lançando o deputado federal (licenciado), Rubens Pereira Jr, tendo como vice, o vereador Honorato Fernandes (PT).

PCdoB apresentou candidaturas em diversas capitais

Segundo Nádia Campeão, integrante do Grupo de Trabalho Eleitoral do PCdoB,  o partido fez alianças com o PT em quatro capitais, com o Psol em três, com o MDB em duas, com o PDT, PSB, PSD, PP e Solidariedade em outras capitais.

Em outras capitais o PCdoB lançou “chapas puras”, sem alianças. São elas: Belo Horizonte, com Wadson Robeiro, prefeito, e Kátia Vergílio, vice;  São Paulo, com Orlando Silva e Andrea Barcelos; Curitiba (PR), com Camila Lanes e Dr. Zequinha, Maceió (AL), com Cícero Filho e Maria Yvone, Fortaleza (CE) com Professor Anízio e Helena Serra Azul, Manaus (AM) com Marcelo Amil e Dora Brasil e Natal (RN) com a candidatura de Fernando Freitas e Joana Lopes. Já Porto Velho (RO), oficializou a candidatura de Samuel Costa, e em Vitória (ES), foi homologado na convenção o nome de Namy Chequer. Nestas ainda não foram definidas a candidaturas a vice.

Confira a relação de pré-candidatos por capital. Lembrando que a lista completa será consolidada no dia 26, data final para a oficialização das candidaturas:

Aracajú (SE)

Márcio Macedo (PT), Edvaldo Nogueira (PDT), Danielle Garcia (Cidadania), Paulo Márcio (DC), Georlize Teles (DEM), Gilvani Santos (PSTU), Almeida Lima (PRTB), Juraci Nunes (PMB), Rodrigo Valadares (PTB), Alexis Pedrão (PSOL) e Lúcio Flávio (Avante)

Belém (PA)

Edmílson Rodrigues (PSOL), Cássio Andrade (PSB), Cleber Rabelo (PSTU), Everaldo Eguchi (Patriota), Thiago Araújo (Cidadania), Guilherme Lessa (PTC), José Pirante (MDB), Mário Couto (PRTB), Gustavo Sefer (PSD) e Vavá Martins (Republicanos)

Belo Horizonte (MG)

Alexandre Kalil (PSD), Áurea Carolina (PSOL), João Xavier (Cidadania), Nilmário Miranda (PT), Rodrigo Paiva (Novo), Wwendel Mesquita (SD), Lafayette Andrade (Republicanos), Marília Domingues (PCO), Luísa Barreto (PSDB), Washignton Xavier (PMB), Wadson Ribeiro (PCdoB), Marcelo Souza Silva (Patriota), Fabiano Cazeca (PROS), Igor Timo (Podemos), Wanderson Rocha (PSTU) e Bruno Engler (PRTB)Em

Boa Vista (RR)

Arthur Henrique (MDB), Fábio Gonçalves (PSOL), Gerlane Baccarin (PP), Linoberg Barbosa (Rede), Antônio Carlos Nicoletti (PSL), Isamar Ramalho (Podemos), Shaolyn Gomes (PMN), Luciano Castro (PL), Ottaci Nascimento (SD) e Shéridan Oliveira (PSDB)

Campo Grande (MS)

Sidneia Tobias (Podemos), Marcelo Bluma (PV), Guto Scarpatini (Novo), Paulo Matos (PSC), Cris Duarte (PSOL), João Henrique Catan (PL), Thiago Assad (PCO), Pedro Kemp (PT), Márcio Fernandes (MDB), Marquinhos Trad (PSD), Sérgio Harfouche (Avante), Dagoberto Nogueira (PDT), Esacheu Nascimento (PP), Loester Trutis (PSL) e Marcelo Miglioli (SD)

Cuiabá (MT)

Emanuel Pinheiro (MDB), Roberto França (Patriota), Julier Sebastião (PT), Gisela Simona (PROS), Abílio Junior (Podemos), Paulo Henrique Grando (Novo), Gilberto Lopes (PSOL) e Aécio Rodrigues (PSL)

Curitiba (PR)

Rafael Greca (DEM), Delegado Franscischini (PSL), Cristiane Yared (PL), Samara Garratini (PSTU), Marisa Lobo (Avante), Camila Lanes (PCdoB), João Guilherme (Novo), Caroline Arns (Podemos), Renato Mocellin (PV), Paulo Opuszka (PT), Diogo Furtado (PCO), João Arruda (MDB), Jorge Goura (PDT), Zé Boni (PTC), Letícia Lanz (PSOL) e Eloy Casagrande (Rede)

Florianópolis (SC)

Gean Loreiro (DEM), Ângela Amim (PP), Pedro Silvestre (PL), Ricardo Camargo Vieira (SD), Orlando Silva (Novo), Hélio Cesar (Patriota), Gabriela Santetti (PSTU) e Elson Pereira (PSOL)

Fortaleza (CE)

Anízio Melo (PCdoB), Célio Studart (PV), Heitor Férrer (SD), Heitor Freire (PSL), Sargento Nogueira (PDT), Luzianne Lins (PT), Paula Colares (UP), Renato Roseno (PSOL), Samuel Braga (Patriota) e Capitão Vagner (PROS)

Goiânia (GO)

Manu Jacob (PSOL), Elias Vaz (PSB), Talles Barreto (PSDB), Cristina Lopes (PL), Cristiano Cunha (PV), Fábio Júnior (UP), Alysson Lima (SD), Gustavo Gayer (DC), Maguito Vilela (MDB), Virmondes Cruvinel (Cidadania), Samuel Almeida (PROS), Vanderlan Cardoso (PSD), Adriana Accorsi (PT) e Major Araújo (PSL)

João Pessoa (PB)

Ricardo Coutinho (PSB), Cícero Lucena (PP), Nilvam Ferreira (MDB), Anísio Maia (PT), Ramas Dantas (PSTU), Carlos Monteiro (Rede), João Almeida (SD), Pablo Honorato (PSOL), Rafael Freire (UP), Raoni Mendes (DEM), Edilma Freire (PV), Carlos Monteiro (Rede) e Ruy Carneiro (PSDB)

Macapá (AP)

João Capi (PSB), Antônio Cirilo (PRTB), Paulo Lemos (PSOL), Antônio Furlan (Cidadania), Patrícia Ferraz (Podemos), Gianfranco Gusmão (PSTU), Marcos Roberto (PT), Haroldo Iran (PTC) e Josiel Alcolumbre (DEM)

Maceió (AL)

Cícero Filho (PCdoB), João Henrique Caldas (PSB), Alfredo Mendonça (MDB), Davi Davino (PSL), Ricardo Barbosa (PT), Valéria Correa (PSOL), Josan Leite (Patriota), Lenilda Luna (UP), Corintho Campelo (PMN) e Cícero Almeida (DC)

Manaus (AM)

Amazonino Mendes (Podemos), David Almeida (Avante), Alberto Neto (Republicanos), Chico Preto (DC), José Ricardo (PT), Coronel Menezes (Patriotas), Marcelo Amil (PCdoB), Ricardo Nicolau (PSD), Romero Reis (Novo), Gilberto Vasconcelos (PSTU) e Alfredo Nascimento (PL)

Natal (RN)

Kelps Lima (SD), Rosália Fernandes (PSTU), Sérgio Leocádio (PSL), Hélio Oliveira (PRTB), Hermano Morais (PSB), André Azevedo (PSC), Fernando Freitas (PCdoB), Jean Prates (PT), Coronel Azevedo (PSC), Álvaro Dias (PSDB), Jaidy Oliver (DC), Carlos Alberto (PV), Afrânio Miranda (Podemos), Neivinha Valentim (PSOL) e Fernando Pinto (Novo)

Palmas (TO)

Cinthia Ribeiro (PSDB), Junior Geo (PROS), Vanda Monteiro (PSL), Ataíde Oliveira (PP), Ivory de Lira (PCdoB), Vicentinho Júnior (PL), João Aparecido Bazzoli (PSOL), Marcelo Lelis (PV), Max Dornellys (PTC), Osires Damasco (PSC), Tiago Andrino (PSB), Alan Barbiero (Podemos), Gil Barison (Republicanos) e João Helder Vilela (PT)

Porto Alegre (RS)

Valter Nagelstein (PSD), Manuela D’Ávila (PCdoB), Sebastião Melo (MDB), Nelson Marchezan Júnior (PSDB), Fernanda Melchiona (PSOL), Juliana Brizola (PDT), Rodrigo Maroni (PROS), Gustavo Paim (PP), Júlio Flores (PSTU), Luiz Delvair (PCO), José Fortunati (PTB), MontSerrat Martins (PV) e João Derly (SD)

Porto Velho (RO)

Breno Mendes (Avante), Cristiane Lopes (PP), Edvaldo Soares (PSC), Eyder Brasil (PSL), Geneci Gonçalves (PSTU), Hildon Chaves (PSDB), Leonel Bertolin (PTB), Lindomar Garçom (Republicanos), Mauro Ramos (SD), Pimenta de Rondônia (PSOL), Ramon Cujuí (PT), Rui Motta (PDT), Samuel Costa (PCdoB), Ted Wilson (PRTB), Vinícius Miguel (Cidadania) e Williames Pimentel (MDB)

Recife (PE)

João Campos (PSB), Marília Arraes (PT), Mendonça Filho (Democratas), Victor Assis (PCO), Thiago Santos (UP), Cláudia Ribeiro (PSTU), Patrícia Domingos (Podemos), Alberto Feitosa (PSC), Carlos Almeida Lima (PSL), Charbel Maorun (Novo) e Marco Aurélio (PRTB)

Rio Branco (AC)

Daniel Zen (PT), Minoru Kimpara (PSDB), Socorro Neri (PSB), Tião Bocalom (PP), Jarbas Soster (Avante), Jamil Asfuri (PSC) e Roberto Duarte (PDT)

Rio de Janeiro (RJ)

Eduardo Paes (DEM), Marcelo Crivella (Republicanos), Martha Rocha (PDT), Benedita Silva (PT), Clarissa Garotinho (PROS), Hugo Leal (PSD), Renata Souza (PSOL), Eduardo Bandeira (Rede), Paulo Messina (MDB), Luiz Lima (PSL), Gloria Heloiza (PSC), Suêd Haidar (PMB), Cyro Garcia (PSTU) e Fred Luz (Novo)

São Luis (MA)

Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos), Franklin Douglas (PSOL), Hertez Dias (PSTU), Rubens Pereira Jr (PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB), Adriano Sarney (PV), Silvio Antônio (PRTB), Yglésio Moises (PROS) e Jeisael Marx (Rede)

São Paulo (SP)

Jilmar Tatto (PT), Guilherme Boulos (PSOL), Celso Russomano (Republicanos), Bruno Covas (PSDB), Márcio França (PSB), Antônio Carlos Silva (PCO), Andrea Matarazzo (PSD), Arthur do Val (Patriota), Levy Fidelix (PRTB), Joice Hasselmann (PSL), Vera Lúcia (PSTU), Orlando Silva (PCdoB), Felipe Sabará (Novo), Mariana Helou (Rede) e Vivian Mendes (UP)

Salvador (BA)

Bruno Reis (DEM), Sargento Isidório (Avante), Olívia Santana (PCdoB), Denice Santiago (PT), João Bacelar (Podemos), Rodrigo Pereira (PCO), Celso Cotrim (PROS), Hilton Coelho (PSOL) e Cézar Leite (PRTB)

Teresina (PI)

José Pessoa (PSD), Gervásio Santos (PSTU), Fábio Abreu (PL), Kléber Montezuma (PSDB), Diego Melo (Patriota), Mário Rogério (Cidadania), Pedro Laurentino (UP), Fábio Novo (PT), Fábio Sérvio (PROS), Gessy Fonseca (PSC), Simone Pereira (PSD), Lucineide Barros (PSOL) e Lourdes Melo (PCO)

Vitória (ES)

João Coser (PT), Capitão Assumpção (Patriota), Fabrício Gandini (Cidadania), Lorenzo Pazolini (Republicanos), Halpher Luiggi (PL), Mazinho dos Anjos (PSD), Namy Chequer (PCdoB), Neuzinha de Oliveira (PSDB), Nylton Rodrigues (Novo), Gilberto Campos (PSOL) e Sérgio Sá (PSB)

Com informações do Brasil de Fato e do Portal PCdoB

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.