João Paulo: Olinda é um diamante que precisa ser lapidado


Candidato a prefeito de Olinda, o deputado João Paulo (PCdoB) avaliou, nesta quarta-feira (21), que “Olinda é um diamante que precisa ser lapidado”. Em sentrevista à Rádio Folha FM 96,7, no programa Folha Política, o comunista disse quer “resgatar a auto-estima do povo olindense”, falou de algumas de suas propostas e teceu uma serie de críticas a atual gestão do professor Lupércio (SD). “Olinda quer mudanças sem sombra de dúvidas. Quero dizer para a população que vamos governar para todos os setores”, disse o candidato ressaltando que esta com 49 anos de militãncia e que, talvez, “esse seja o momento que estou mais preparado para enfrentar o momento que o povo brasileiro está vivendo”, se referindo o mal governo do presidente Jair Bolsonaro e do Professor Lupércio. Segundo João Paulo, o atual momento de pandemia e revolução tecnológica impõe novas habilidade aos gestores.

Na segurança, João Paulo falou que pretende ampliar o debate sobre o armamento da guarda, pois, segundo ele, o “uso da arma não tem reduzido a violência, mas, sim, ampliado”. O entendimento do candidato é que a guarda deve protejer o patrimônio. “Queremos uma guarda cidadã. Vamos enfrentar o debate (sobre armamento) e se houver a necessidade, vamos armar”. Questionado sobre a possibilidade de concurso público na cidade. o prefeiturável disse que primeiro irá avaliar a saúde financeira do município. “Eu não posso aumentar pessoal sem ter onde tirar”, avisou. Na saúde, João Paulo avaliou que esse tema é o mais criticado pela população e disse que a prioridade será voltada para a atenção básica, o que passa pela valorização dos servidores e um atendimento de alimentação de qualidade aos mais necessitados. “A saúde preventiva é fundamental”.

O carnaval também foi um dos pontos centrais da sabatina, uma vez que a cidade é um das maiores apoteoses do período momesco. Em meio a pandemia, João Paulo disse que, eleito, o carnaval será realizado, mas atendendo todas as normas de segurança sanitária e de forma “híbrida”. Ou seja, parte presencial e outra online. Ainda sobre o tema, ele defendeu apoio aos artistas locais e resgate das festividades de rua. Na política de emprego e geração de renda, o prefeiturável disse que quer explorar a “potencialidade que nao esta sendo vista e valorizada”. “Nós estamos querendo explorar o turismo cultural, gastronômico, religioso. Um roteiro gastronômico. Ter polos de desenvolvimento de tecnologias para desenvlver tipos de serviço. Olinda é um diamante que precisa ser lapidado”.

João Paulo ainda criticou o Professor Lupércio pelas obras da avenida Presidente Kennedy. “Não adianta maquiar determinada obra em período eleitoral. Estão maqueando a presidente kennedy. Ela continua com alagamento. O serviço de drenagem não está sendo feito. Significa que podemos ter o Kennedy sorrisal. Com a chuva o sorrival vai dissolver. Nossa preocupação é ter um estudo sistemático de ações que possam revolver definitivamente. Temos que resolver o alagamento de forma definitiva e não sorrisal”. Questionado se a disputa terá um debate nacional com o componente do bolsonarismo, João Paulo ironizou a atual gestão. Na sua avaliação, Lupércio se antecipou ao presidente Jair Bolsonaro na sua política de gestão voltada para grupo religioso, desvalorização dos servidores e má administraçãow. “O Governo desastroso de Olinda que foi copiado pelo governo Bolsonaro. Acredito que Olinda vai rejeitar essa gestão”, concluiu.

Fonte: Blog da FolhaPE

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.