Flávio Dino: Bolsonaro agride porque não tem o que oferecer ao Maranhão


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), voltou a comentar a visita de Bolsonaro a São Luís nesta quinta-feira (29) quando agrediu os moradores fazendo piada homofóbica com o guaraná Jesus, uma marca tradicional naquele estado. Após consumir a bebida cor de rosa, o presidente disse que virou boiola igual aos maranhenses. O governador, que vai processar o presidente, disse que os insultos têm origem nas eleições de 2018. Na ocasião, Bolsonaro venceu apenas em três das 217 cidades.

“Para entender as agressões constantes de Bolsonaro contra mim, voltemos a 2018. Ele só venceu em 3 das 217 cidades do Maranhão. Em 2 anos de governo, não tem nada para inaugurar no nosso Estado. Aí o jeito é ofender, passear e falar ‘piadas’ das quais ninguém ri”, escreveu o governador no Twitter.

Nesta sexta-feira (30), Dino receberá a visita da jornalista Roberta Gomes, bisneta do criador do guaraná Jesus. “Vai contar para mim a história de sucesso de uma marca maranhense. Será uma forma de também homenagear a memória do Sr. Jesus Gomes, ofendido por um presidente sem decoro e sem educação”, disse o governador.

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.