Brasil bate novo recorde e registra 3.780 mortes por covid em 24h


O Brasil bateu nesta terça-feira (30) novo recorde, com o registro de mais 3.780 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com o levantamento do Conass (Conselho Nacional de Secretários da Saúde). O total não considerou os dados do estado de Roraima, que não foram incluídos no balanço diário do Ministério da Saúde de hoje (30).

Antes, o maior número registrado era o da última sexta-feira (26), quando 3.610 vítimas entraram na contagem. Ao todo, foram confirmados 317.646 óbitos em decorrência da doença no país.

Com a atualização, a média móvel de mortes também atinge nova máxima, de 2.728 nos últimos sete dias, segundo o consórcio da imprensa. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +34%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

Também foram adicionados mais 84.494 casos, totalizando 12.658.109 desde o início da pandemia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 75.340. Isso representa uma variação de +7% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Em março, o Brasil foi o país em que mais de morreu por covid-19, de acordo com dados da plataforma Our World in Data, ligada à Universidade de Oxford. Até esta segunda (29), 58.924 brasileiros morreram vítimas da doença, mais que o dobro dos óbitos registrados na Ásia no mesmo período. 

Na comparação, o Brasil espanta o mundo todo com seus números de mortes diárias:

1º Brasil – 3.780
2º EUA – 563
3º Itália – 529
4º Polônia – 461
5º Rússia – 409
6º Índia – 355
7º França – 348
8º Ucrânia – 286
9º Hungria – 274
10º Alemanha – 234
11º México – 203

Ou então: Brasil registra 3.780 mortes em 24h, enquanto os 10 países seguintes somam 3.662.

Estados

A aceleração do contágio e dos óbitos tem causado colapso no fornecimento de medicamentos e insumos hospitalares, assim como os cemitérios começam a sentir o excesso de demanda. Até o começo desta tarde, 24 estados e o Distrito Federal tinham mais de 80% de ocupação dos leitos de UTI. Só Amazonas e Roraima não atingiram esse patamar. Em Rondônia e no Mato Grosso do Sul, não havia nenhuma vaga de terapia intensiva disponível. 

Diversos municípios estão em regime de recesso, com feriados antecipados para aumentar o nível de distanciamento social. Apesar da interrupção de serviços e comércio, aglomerações continuam ocorrendo clandestinamente, o que afeta a taxa.

Dezessete estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: ES (+118%), MG, RJ, SP, DF (+100%), GO, MS, MT, AP, TO, AL, CE, MA, PB, PE, PI, RN e SE. Apenas Amazonas e Roraima apresentam desaceleração de mortes, com os demais estados em estabilidade, inclusive os estados sulistas e do norte.

Vacinação

Enquanto isso, a vacinação avança lentamente. De acordo com levantamento do consórcio da imprensa com dados das secretarias de Saúde, 16,9 milhões de brasileiros receberam a primeira dose e 4,9 milhões, a segunda, necessária para ser considerado imunizado. Isso corresponde a 8% e 2,3% da população, respectivamente. 

No total, 21.883.663 doses foram aplicadas em todo o país.

A Anvisa tem adiado certificação a farmacêuticas que produzem vacinas e que já fornecem para dezenas de países. Hoje foi a Bharat Biotech, que produz a Covaxin na Índia. A vacina russa Sputnik V e a vacina da Jansen também têm sofrido atrasos constantes em sua certificação pela Anvisa, que só foi sair hoje. São vacinas que já contam com acordos nacionais e que já poderiam estar sendo fornecidas no país.

Números se referem a percentual da população com primeira e segunda dose da vacina. Estados mais avançados na imunização são MS, AM, DF, SP, BA, RS e PE. Mais atrasados são MT, RO, MA, AC, PA, TO, AP, RJ, MG, RR e PI.

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.