Luciana Santos repudia ação de Bolsonaro contra estados: é um crime


A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, repudiou, pelas redes sociais, nesta sexta-feira (28), a iniciativa do presidente Jair Bolsonaro de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) contra medidas restritivas tomadas por governadores para conter a propagação da Covid-19. Três estados são alvos diretos da ação de Bolsonaro: Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Norte.

Luciana Santos salientou: “A tragédia da gestão Bolsonaro sobre a pandemia se aprofunda a cada dia. Ele, que não comprou as vacinas necessárias, que é contra o isolamento social e o uso de máscaras, que tem provocado aglomerações, que não tem feito nada para enfrentar a maior crise sanitária de nossa história, agora, quer atrapalhar as iniciativas dos estados”.

A dirigente ressaltou ainda que “depois de toda a omissão e irresponsabilidade, do descaso com a vida, da negação da ciência, do desprezo pela medicina, o presidente aciona o STF para impedir estados de estabelecerem medidas restritivas que visam proteger a saúde e a vida da população. É um crime que o Supremo certamente não validará”.

Bolsonaro acionou o STF nesta quinta-feira (27) por meio da Advocacia-Geral da União, questionando a constitucionalidade dos decretos. A primeira tentativa deste tipo do presidente contra os governadores no Supremo ocorreu em março, contra o Distrito Federal. Na ocasião, o ministro Marco Aurélio Mello rejeitou o pedido.

Por Priscila Lobregatte

Com agências

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.