Nota Oficial do MST sobre os ataques à Manuela e sua filha


O MST manifesta a solidariedade de toda a sua militância com a companheira Manuela D’Avila (PCdoB), que sofre mais uma onda de terror da extrema-direita disseminada nas redes sociais.

Manuela denunciou as ameaças que a sua filha, Laura, de 5 anos, vem sofrendo após o pai de um colega da escola divulgar uma foto da criança em grupos de WhatsApp.

A foto deu a largada para a disseminação de discursos de terror, característicos do “gabinete do ódio” das milícias neofascistas na Internet.

Manuela tem enfrentado bravamente os crimes de ódio e as campanhas difamatórias, o que engrandece a sua referência política na juventude e nas forças progressistas.

A onda conservadora que levou Jair Bolsonaro à presidência, que liberou as expressões mais viscerais do ódio de classe, de gênero e de raça, repulsa cada dia mais a sociedade.

O acirramento da polarização política estimula a extrema-direita a perpetuar esse tipo de violência, que causa danos coletivos, alimenta medo e terror, típicos do bolsonarismo.

Manuela, estamos contigo e conte com o MST na nossa caminhada por democracia, por justiça e pela verdade. Esses ataques atestam a sua grandeza e revelam a mediocridade dos seus detratores.

Vamos juntos derrotar a ideologia do bolsonarismo, que se expressa pelo ódio e pela violência, para resgatar os princípios da humanidade e construir uma sociedade com os valores da democracia e da justiça.

COORDENAÇÃO NACIONAL DO MST

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.