PCdoB participa do #24JForaBolsonaro em todo o Brasil


Com bandeiras, cartazes, camisetas, máscaras estilizadas e muita animação, a militância comunista participou mais uma vez da jornada de lutas pelo “Fora, Bolsonaro” realizada neste sábado (24) em todo o país.

Os protestos, organizados por entidades sindicais e sociais, partidos políticos, entre eles o PCdoB, e frentes de luta, ocorreram em inúmeras cidades brasileiras e em mais de uma dezenas de outros países.

O #24J é a quarta manifestação de rua convocada nacionalmente este ano. Outros atos ocorreram em 29 de maio, 19 de junho e 3 de julho. E o PCdoB está na linha de frente dessas jornadas, tanto por meio das entidades e movimentos sociais nos quais participa quanto nas ações de sua militância.

Para o PCdoB, a participação da militância se faz necessária na tentativa de barrar o retrocesso que representa o governo Bolsonaro. “Quanto mais os movimentos de frente ampla que se dão âmbito do parlamento e nos movimentos da sociedade estejam nas manifestações de rua, mais volume e dimensão política elas poderão ter”, considerou a executiva do PCdoB.

#24JForaBolsonaro

Com a palavra de ordem “Fora, Bolsonaro! Impeachment já!”, somam-se à luta por vacina, emprego, auxílio emergencial de R$ 600, saúde e educação e a defesa intransigente da democracia.

Confira como foram os atos pelo Brasil:

Piauí

A capital, Teresina amanheceu neste sábado (24) já com bandeiras do PCdoB nos viadutos da principal avenida da cidade. “Democracia, vacina, auxílio emergencial e #ForaBolsonaro!”, dizia a grande faixa.

Ainda pela manhã, os manifestantes saíram as ruas do centro de Teresina com cartazes e com palavras de ordem contra Bolsonaro. A passeata passou por diversas ruas da capital e seguiu rumo à avenida Frei Serafim, a principal via da capital, que ficou parcialmente interditada no sentido Centro-Leste.

O presidente estadual do PCdoB-PI José Carvalho Rufino, direto da manifestação, destacou a importância dos atos. “Estamos aqui novamente, os movimentos sociais, os partidos, o PCdoB, o PT e outros neste movimento nacional contra o governo Bolsonaro, disse ele, ressaltando que “o país vive uma crise política, econômica e social nunca vista. Esse governo colocou o Brasil no caos. A inflação elevada, o desemprego e a falta da vacina para controlar a pandemia, ressaltou.

“Esse governo além de tudo despreza a vida do povo e não tem mais como continuar governando o país. Por isso, as manifestações de hoje pelo Fora Bolsonaro e pela construção de uma grande frente ampla que junte a sociedade para reconstruir o Brasil”, afirmou o dirigente José Carvalho.

Fotos -PI: Antônio Araújo

Ceará

Mais de 30 mil pessoas caminharam pelas ruas de Fortaleza contra o governo genocida de Bolsonaro. Além da capital, aconteceram atos em todas as macrorregiões do estado. Municípios como Baturité, Caucaia, Juazeiro do Norte, Morada Nova e Quixadá.

Na capital, Fortaleza, os comunistas estiveram em peso no ato que percorreu algumas das principais ruas da cidade e a orla na parte da tarde.

O secretário da Ciência e Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará, Inácio Arruda (imagem ao lado), ex-senador do PCdoB-CE, representou o PCdoB e falou aos manifestantes que Bolsonaro é ” incapaz de governar o nosso país e está levando o Brasil para uma tragédia social sem precedentes”.

“Em cada canto do nosso país, estamos dizendo ‘fora Bolsonaro’. Não aguentamos Bolsonaro, é o grito do Brasil hoje, disse Terezinha Braga, secretária de Organização do PCdoB-CE durante o ato.

O coordenador nacional de Quadros do PCdoB, Carlos Augusto Diógenes (Patinhas) também participou da manifestação em Fortaleza e mandou o recado. “É preciso reconstruir a democracia e o projeto de desenvolvimento do nosso país.”

Foto: Wermerson Ribeiro

Mais imagens da participação do PCdoB em Fortaleza, aqui.

Em Itapipoca, a 130 quilômetros da capital cearense, a militância comunista estava de pé desde as primeiras horas desta manhã.

Em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, representantes de povos indígenas uniram-se aos trabalhadores e estudantes na jornada de luta contra o governo genocida de Bolsonaro.  Confira as imagens abaixo:

Pará

Em Belém do Pará, a militância do PCdoB que atua nos movimentos sociais também compareceram nos atos, a concentração começou às 8 horas na Praça da República. Irreverentes, agitaram as bandeiras e batucaram, máscaras estilizadas com o símbolo do PCdoB também compareceram no protesto.

Confira as imagens:

Pernambuco

Um grande e representativo ato tomou conta do Recife mais uma vez, neste 24 de julho. Partidos, movimentos sociais, estudantes, militantes, famílias, unidos e unidas por comida no prato, vacina no braço e a defesa da democracia, numa grande frente ampla que segue em luta por saúde, educação, emprego, pelo #ForaBolsonaro! Por um país soberano, digno da grandeza de seu povo, com mais justiça e equidade.

Na Praça do Derby, em Recife, o presidente estadual do PCdoB-PE, Marcelino Granja subiu no poste para hastear a bandeira do PCdoB no ponto mais alto do ato. A jornada do #24JForaBolsonaro  acontece em várias cidades do estado.

Confira, clicando aqui, como está a manifestação na capital pernambucana. Fotos: Diego Galba, João Paulo Seixas e Rodrigo Barradas.O PCdoB está nas ruas do centro do Recife, para desmascarar e derrotar Bolsonaro. Movimentos sociais na linha de frente dessa luta contra o desgoverno genocida, pela democracia, por vacina no braço e comida no prato!

Foto: Diego Galba

O líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Renildo Calheiros publicou em suas redes sociais, “Pelas ruas do Recife e do Brasil o pedido é o mesmo: #ForaBolsonaro”. A vereadoras do PCdoB do Recife, Cida Pedrosa e de Olinda, Dete Silva também participaram da manifestação. (imagens abaixo)

Foto: Diego Galba

Povo na rua

Direto da manifestação no Recife, o presidente estadual do PCdoB de Pernambuco (imagem abaixo), Marcelino Granja afirmou que “agora temos um ingrediente fundamental para ajudar a luta do povo brasileiro para se livrar de Bolsonaro: O povo na rua”, destacou Marcelino.

“24 de julho é mais um daqueles dias que o povo vai se manifestação, vai se indignando e vai ajudando na luta do PCdoB em busca de uma frente ampla junto com toda a esquerda e os setores de centro democrático do Brasil, para que a gente garanta que neste processo de luta a gente se livre de Bolsonaro”, comemorou o dirigente.

“Em meio a essa luta, é que o PCdoB realiza o seu 15° Congresso, a conferência estadual do Partido em Pernambuco, exatamente para temperar a nossa militância, reconstruir a democracia e o desenvolvimento e levar nosso Pernambuco para frente”, completou Marcelino.

Mais imagens do ato em Recife, aqui

Rio de JaneiroA concentração do ato no Rio de Janeiro teve início por volta das 10 horas na Avenida Presidente Vargas, em frente ao monumento em homenagem a Zumbi dos Palmares. De lá, os militantes seguiram em caminhada rumo à Praça da Candelária.

Ao participar da manifestação (imagem acima), a deputada federal Jandira Feghali , afirmou: “Tá cada dia maior! Artistas, sociedade e todos pelo impeachment imediato do corrupto genocida!”.

E outra postagem, a parlamentar carioca ressaltou a criatividade do povo:  “Com irreverência, indignação e arte o povo toma as ruas do Rio contra o governo mais corrupto da história desse país. Fora GENOCIDA! Fora Bolsonaro!”, escreveu.

Veja a publicação: 

Goiás

Em Goiânia, os manifestantes se concentraram por volta das 9 horas da manhã na Praça do Trabalhador, na região central da cidade. Manifestantes empunhavam cartazes pedindo impeachment do presidente e vacina para toda a população. O ex-presidente da UNE, Iago Montalvão, participou ao lado dos pais, todos militantes do PCdoB.“A luta continua! Hoje foi em Goiânia e com a família. Maior orgulho do meu pai e minha mãe que não faltaram nenhuma manifestação! E vamos continuar até derrubar o fascista”, postou Iago.  #24jforabolsonaro

Pode ser uma imagem de 2 pessoas, pessoas em pé e ao ar livre

BahiaNa capital baiana, a militância e parlamentares do PCdoB compareceram às ruas pela manhã, entre eles, a deputada federal, Alice Portugal, a deputada estadual, Olívia Santana e o presidente estadual do PCdoB-BA, Davidson Magalhães.

“Onde tem luta em defesa da democracia e da soberania nacional, o PCdoB-BA está! Nós acreditamos no poder e na raça do povo. Apesar de Bolsonaro, venceremos”, com essa mensagem, o PCdoB baiano iniciou sua jornada de lutas deste sábado (24).

Ao participar dos atos pelas ruas de Salvador, a deputada federal (PCdoB-BA), Alice Portugal disse que “Bolsonaro é o maior inimigo dos trabalhadores” e que é preciso “derrubar esse presidente que retira direitos!”.

Direto das ruas em Salvador, Alice disse: “Estamos aqui cada dia com mais gente, porque o Brasil está indignado e precisa rebelar-se contra o genocídio, com mais de 520 vidas perdidas. Respeite a democracia! E sem dúvida, o povo na rua que vai garantir a pavimentação do nosso caminho para a democracia no Brasil. Fora, genocida, Fora, Bolsonaro”, destacou a deputada.

A parlamentar salientou ainda que o “PCdoB está na linha de frente contra Bolsonaro, em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores e da juventude!”.

Entre representantes de entidades de juventude e do PCdoB, entre eles, a ex-presidente da UNE, Marianna Dias (camiseta verde) e o vereador do PCdoB de Salvador, Augusto Vasconcelos (camiseta preta) participaram da manifestação.

Também ao participar dos atos, a deputada estadual do PCdoB da Bahia, Olívia Santana esclareceu que as manifestações são pela vida. “É por mais #vacina no braço e comida no prato! É por emprego e renda! É o povo em manifestação que pode barrar o #centrão e derrubar o #bolsonarogenocida””, publicou em suas redes sociais.

Em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, litoral norte da Bahia também foi palco de protestos na manhã deste sábado (24). “Camaradas de Lauro de Freitas já estão, em peso, nas ruas, porque aqui, na Bahia, não há espaço para o ódio e para o negacionismo. A luta é grande, mas não desistiremos de reerguer o nosso país democraticamente. Fora Bolsonaro. Impeachment já!”.

Abaixo as imagens da participação da militância em Lauro de Freitas:

Mato Grosso do Sul

No Mato Grosso do Sul, a militância comunista também esteve presente em ato realizado em Campo Grande e outros municípios, como Corumbá, Dourados, Aquidauana, Jardim, Itaquiraí, Ponta Porã, Três Lagoas, entre outros . “O Brasil precisa derrotar este projeto que está acabando com o Brasil, acabando com o emprego, a saúde, a educação e a vida dos brasileiros e brasileiras”, disse Iara Gutierrez, presidenta do PCdoB-MS. E acrescentou: “Aqui é fora Bolsonaro genocida!”.

Além de pedir o impeachment, a manifestação também colocou em pauta outras bandeiras urgentes. “Só vacinação em massa garante maior proteção e controle da pandemia, estamos em luta pela vacina, por um auxílio emergencial mais substancial, de R$ 600; contra a reforma administrativa que desmonta os serviços públicos, afetando a vida de nosso povo e reforçando privilégios”, acrescentou o secretário de Organização, Mário Fonseca.

Minas Gerais

Os comunistas de Minas Gerais também marcaram presença nos atos fora Bolsonaro realizados no estado. O PCdoB esteve presente, entre outros municípios, na capital, Belo Horizonte, na Praça da Liberdade, Montes Claros e Varginha.

“Muito importante essas centenas de manifestações em todo Brasil para desgastar o governo Bolsonaro, principalmente após os fatos que vieram à tona com a CPI, deixando claras a ineficiência e a corrupção desde governo”, disse o presidente do PCdoB-MG, Wadson Ribeiro.

Andrea Diniz, metalúrgica dirigente do PCdoB e da Fitmetal, destacou: “grande mobilização da classe trabalhadora, dos estudantes, dos democratas em todo Brasil. Bolsonaro vai tremer mais uma vez. Espero, em breve, que o Brasil se livre desse ‘despresidente’”.

Paraná

No Paraná, os comunistas também estiveram presentes em vários atos, em Curitiba, Ponta Grossa, Maringá e Londrina, entre outras cidades.

Curitiba

Curitiba

“É extremamente importante que nosso partido, o PCdoB, demonstre que tem lado, que temos projetos e programa para nossa sociedade. Estamos aqui em apoio à sociedade, aos trabalhadores e trabalhadoras para fazer diferença nesses atos. O fora Bolsonaro é extremamente necessário para que possamos construir um país com emprego, saúde, educação de qualidade, infraestrutura, habitação e que o povo do campo seja também beneficiando”, disse Tércio Alves do Nascimento, presidente do PCdoB de Ponta Grossa.

Londrina

Maringá

Maringá

São Paulo – SP

Na capital, a avenida Paulista foi mais uma vez tomada por milhares de pessoas contra o governo Bolsonaro. O ato teve início no meio da tarde. Os comunistas paulistanos tiveram forte presença no ato, com bandeiras, faixas, camisetas e muita garra.

No carro de som, o deputado federal (PCdoB-SP), Orlando Silva disse que “Bolsonaro tem a coragem de dizer que não sabe se haverá eleições em 2022. Este ato de solidariedade às mais de 540 mil vítimas da Covid, de defesa dos direitos das trabalhadoras e trabalhadores, direitos que seguem ameaçados pelo projeto de Bolsonaro, basta ver a PEC 32, que quer arrebentar com o serviço público, a privatização dos Correios, que quer liquidar com uma empresa fundamental para o nosso país”.

Além de todas essas ameaças, acrescentou Orlando, “Bolsonaro quer avançar sobre o limite da democracia em nosso país. Eu diria que o ato de hoje é também um ato para gritar bem alto: ditadura nunca mais!”.

Confira o vídeo.

O deputado Orlando Silva com seu filho João e a recém-eleita presidenta da UNE, Bruna Brelaz.

O secretário nacional Sindical do PCdoB, Nivaldo Santana (camisa azul) compareceu no ato em SP, ao lado da recém-eleita presidenta da UNE, Bruna Brelaz , do presidente do Cebrapaz, Jamil Murad, do presidente do PCdoB-SP, Rovilson Brito, da ex-presidenta da UNE e UJS, Carina Vitral, das dirigentes Ana Martins, Júlia Roland e a secretária estadual de Comunicação de SP, Renata Rosa.

A presidenta da Ubes, Rozana Barroso e nova presidenta da UNE, Bruna Brelaz comandando o  ato em São Paulo. Foto: kboughoff

No estado de São Paulo, pelo menos 76 cidades marcaram atos que ocorrem ao longo de todo o sábado (24). Em diversas localidades, manifestantes carregam faixas e cartazes contra o presidente Jair Bolsonaro  e em defesa da vacinação contra a Covid.

Em Campinas, dezenas de pessoas se reuniram no Largo do Rosário, no início da manhã. Os comunistas estiveram presentes mais uma vez em defesa da Frente Ampla contra o bolsonarismo.

Foto: Henrique Brazão / PCdoB-SP

Foto: Henrique Brazão / PCdoB-SP

Foto: Henrique Brazão / PCdoB-SP

O vereador do PCdoB, Gustavo  Petta | Foto: Henrique Brazão / PCdoB-SP

Em São José dos Campos, o ato começou por volta de 9 horas, na praça Afonso Pena. Os manifestantes circularam pelas ruas do centro da cidade com faixas e cartazes contra o presidente e a favor da vacinação contra Covid-19. A manifestação contou com a presença de sindicalistas, representantes de partidos e a população em geral. De acordo com os organizadores, cerca de 300 pessoas participaram do ato.

Em Ribeirão Pires, durante a concentração pela manhã, os manifestantes seguravam faixas com “Fora Bolsonaro” no ato de esquenta pra Paulista entre a estação e a Rodoviária.

Foto: Facebook/PCdoB Ribeirão Pires

Foto: Facebook/PCdoB Ribeirão Pires

Na cidade de Cubatão, no litoral paulista, o #24J começou por volta de 9 horas em frente ao Parque Anilinas. Os manifestantes carregavam faixas com os dizeres “Pela Vida e Pela Democracia” e usavam sinalizadores de fumaça pedindo a saída de Jair Bolsonaro do governo.

Em Piracicaba, os manifestantes se concentraram no Terminal Central da cidade por volta das 10 horas. O ato foi organizado por sindicatos, partidos políticos e movimentos populares. Entre as reivindicações, os militantes criticam a suspeita de corrupção na compra de vacinas, as mortes pela Covid-19, além da saída do presidente.

Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Foto: Edijan Del Santo/EPTV

Em Ribeirão Preto, militantes, jovens e a população se reuniram na Esplanada Teatro Pedro II exigindo #VacinaNoBraçoComidaNoPrato, Fora Bolsonaro e Despejo Zero!

Foto: Enzo Ferraro

 Santos/SP – Foto: Sidnei Aranha

Santos/SP – Foto: Sidnei Aranha

Santa Catarina

A capital catarinense, Florianópolis, também foi palco de ato com a participação de centenas de pessoas, entre as quais militantes e lideranças do PCdoB, que percorreram alguns dos principais pontos da cidade em repúdio a Bolsonaro e em defesa da vida e dos direitos do povo.

“O povo brasileiro não merece esse governo que negociou a vida de mais de 540 mil brasileiros, esse governo que entrega o patrimônio público, que negocia o direito dos trabalhadores, que destrói o SUS”, disse Janaína Deitos vice-presidente do PCdoB de Florianópolis.. E completou: “Por isso o PCdoB, que fará 100 anos de história em defesa deste país, está junto nesta grande mobilização. É hora de unir o país mais uma vez”, concluiu.

Também houve protesto em Chapecó, com a participação dos comunistas.

Rio Grande do Sul

Na capital gaúcha, Porto Alegre, os comunistas foram às ruas já na véspera do ato, no “esquenta” nesta sexta-feira (23) para chamar a população, por meio de panfletagem, a participar do ato deste sábado.

E retornaram ao centro de Porto Alegre, juntamente com outros milhares de pessoas, para pedir o impeachment de Bolsonaro. A manifestação lotou o Largo Glênio Peres e percorreu as ruas do centro, terminando no Largo Zumbi dos Palmares.

“Hoje, Porto Alegre está em luta contra o governo genocida de Bolsonaro”, disse a ex-deputada Manuela d’Ávila, por meio de suas redes sociais. “Patriota que é patriota não promove o genocídio do seu povo!”, comentou.

Vereadora do PCdoB-Porto Alegre, Daiana Santos

Amazonas

Na capital do Amazonas, Manaus, o PCdoB também esteve presente na luta pela democracia e contra Bolsonaro.

“No Brasil inteiro, temos a notícia de que hoje superamos as manifestações anteriores. São mais de 500 cidades que com atos fora Bolsonaro. A população brasileira começa a ter consciência da necessidade da mobilização popular. Não bastam os mais de 120 pedidos de impeachment estarem na Câmara. É preciso que a população diga que não suporta mais tanto desmando, tanta desgraça”, disse Vanessa Grazziotin, secretária nacional da Mulher do PCdoB, que participou do protesto em Manaus.

“Além da pandemia, que já tirou mais 540 mil vidas, a gente vive um processo de desemprego e corrosão na renda das pessoas, e mais do que isso, a carestia”, comentou Vanessa. E completou: “Estamos aqui pela vida, pelo Brasil, pela democracia”.

Paraíba

Os comunistas também estiveram presentes nos atos de João Pessoa na Paraíba, fazendo coro pelo impeachment de Bolsonaro, pela vida e pela democracia.

Foto: Jornalistas Livre

Maranhão

Em São Luís, capital maranhense, o PCdoB também esteve presente na manifestação:

Foto: Cainã Oliveira/Grupo Mirante

Espírito Santo

Na capital, Vitória, o PCdoB capixaba compareceu com a brigada Arildo Valadão, unificando a participação do PCdoB, da UJS e da Ubes. Informou o secretário de Organização, Claudio Machado. Arildo Valadão, que nasceu em Muniz Freire, no ES, foi um militante do PCdoB, executado em Xambioá, na Guerrilha do Araguaia, foi o homenageado no ato 24J.

Acre

O ato em Rio Branco, no Acre, começou no final da tarde, na Gameleira. Os manifestantes seguiram em passeata pelas ruas da cidade e terminou em frente ao Palácio do governo, por volta das 19 horas.

Brasília – DF

Na capital federal, milhares de manifestantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios na tarde deste sábado (24).  A concentração para manifestação em Brasília começou por volta das 14h30, na Praça da República e seguiu em caminhada até o gramado do Congresso onde se deu o desfecho de mais este ato político-social em oposição ao governo Bolsonaro. A militância comunista empunhavam as bandeiras do PCdoB e do Brasil, juntamente com a militância da UJS e dos movimentos sociais que compareceram no ato.

Por Eliz BrandãoColaboraram: Bárbara Luzan e Priscila LobregatteEssa matéria foi construída de forma colaborativa, sendo atualizada ao longo do dia.

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.