Luciano Siqueira: Renildo e a construção de consensos


No instante em que a Lei das Federações Partidárias foi aprovada em sessão conjunta do Senado e da Câmara dos Deputados, inúmeros foram os cumprimentos ao deputado Renildo Calheiros, líder da bancada do PCdoB.

Embora vitória construída a muitas mãos, unânime é o reconhecimento da sua contribuição pessoal.

Incansável na defesa de argumentos, persistente e hábil no diálogo com líderes de todos os matizes e influentes parlamentares das mais diversas legendas partidárias — à esquerda, ao centro e à direita — ele comandara, com sua bancada e adeptos da proposição, dentro e fora do parlamento, uma batalha histórica.

Conquista democrática de largo alcance, sob condições conjunturais extremamente adversas.

No recém-concluído 15⁰ Congresso do PCdoB, enquanto discorria sobre o desempenho da bancada comunista e acerca da Lei das Federações Partidárias, multiplicavam-se no chat expressões como “brilhante”, “verdadeira aula”, “agora compreendi” e assemelhadas.

Merecidamente.

Tenho a sorte de conviver com o “galego” Renildo desde os seus primeiros passos na militância, quando se fez líder estudantil, aluno do curso de geologia na Universidade Federal de Pernambuco, já se vão mais de três décadas.

Um rico aprendizado.

Miguel Arraes me disse algumas vezes que nele admirava a capacidade de ouvir, tão refinada que parecia “adivinhar” o pensamento do interlocutor.

De fato, escuta com atenção e paciência. Compreende. E, desse modo, se credencia a explorar convergências e construir consensos.

Eduardo Campos, de quem foi fraterno amigo, nele reconhecia a sagacidade na “leitura” da situação política, sempre atento à real correlação de forças e aos possíveis desdobramentos, sem jamais arriscar conclusões precipitadas.

Ao que acrescento uma mescla aparentemente contraditória: o brilhantismo e a simplicidade.

Não busca as câmeras e as manchetes. Sabe ser discreto e eficiente. Peleja pelo sucesso coletivo.

De Renato Rabelo ouvi certa vez que Renildo, o mais brilhante presidente da UNE desde a redemocratização, jamais fora surpreendido em algum gesto de vaidade pessoal.

Ao longo da vida e da militância em particular, aprendemos uns com os outros.

No tempo difícil que vivemos, pleno de desafios e riscos, observemos a conduta de camaradas como Renildo Calheiros e outros tantos que enriquecem as fileiras partidárias com seus bons exemplos.

P.S. – Nosso líder tem seus momentos inconvenientes. Notívago que é, sempre bem-humorado, às vezes manda mensagens pelo WhatsApp no meio da madrugada (e ainda pergunta: “Estou atrapalhando alguma coisa?”). Ninguém é perfeito…

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.