Luciana defende liberdade de imprensa contra ataques bolsonaristas


A presidenta nacional do PCdoB e vice-governadora de Pernambuco, Luciana Santos, condenou, via redes sociais nesta segunda-feira (13), mais um ataque de apoiadores de Jair Bolsonaro a jornalistas. A prática, que agride a liberdade de imprensa e fere a democracia, tem sido cada vez mais comum tanto entre bolsonaristas quanto da parte do próprio presidente. Desta vez, os alvos foram profissionais de tevês baianas.

“Não podemos normalizar ataques contra jornalistas que tentam fazer seu trabalho. Todo apoio à equipe da TV Bahia e a jornalistas baianos que foram agredidos por seguranças e apoiadores de Bolsonaro”, destacou Luciana Santos.

No domingo (12), profissionais do canal, que é afiliado da TV Globo, e da TV Aratu, afiliada do SBT, foram agredidos fisicamente por seguranças e apoiadores do presidente, na cidade de Itamaraju, durante visita de Bolsonaro à região, castigada pelas chuvas que atingiram o extremo-sul do estado.

“Não é a primeira vez que vemos esse tipo de coisa. O próprio presidente tem uma atitude desrespeitosa com a mídia e com repórteres e isso é inadmissível. A liberdade de imprensa é pilar da democracia”, completou Luciana. Diversas entidades se manifestaram diante da gravidade do caso.

Em novembro, a Rede Sustentabilidade acionou o Supremo Tribunal Federal com o objetivo de buscar proibir o presidente de atacar ou incentivar ataques verbais ou físicos à imprensa e aos profissionais da área, por meio de fixação de multa.

Por Priscila Lobregatte
Com agências

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.