RENATO RABELO: Reflexões sobre o camarada Sérgio Rubens


Hoje (06/12), logo cedo, indo para o Hospital para exames, aparece na tela do meu celular: “Sérgio Rubens: a vida dedicada ao Brasil, à humanidade e à revolução”.
De relance me pareceu como uma notícia comemorativa aos grandes feitos deste pensador, assim o via, pela passagem de alguma efeméride.
A notícia se desdobra e eu não conseguia acreditar que Sérgio Rubens tinha falecido da noite de domingo para hoje.
Mas o tempo implacável me fazia voltar à notícia. Fiquei paralisado. No táxi fiquei mudo. Minha filha me esperava para me acompanhar nas consultas. Ela me contatava pelo celular e eu não conseguia atendê-la.
A doída perda do camarada teve um impacto incomum na minha emoção. Foi semelhante à perda de Haroldo Lima.
Haroldo foi uma liderança e um quadro político que está entre os mais destacados na extensa história do nosso Partido. Com ele estive militando mais de 40 anos na mesma trincheira e, juntos, nos momentos de grande densidade histórica. A perda do camarada Haroldo refletiu o impacto de toda essa luta histórica e marcante.
O camarada Sérgio Rubens eu conhecia há pouco tempo, após a exitosa integração do PPL ao PCdoB. Como discernir impactos da mesma dimensão em relação a histórias distintas e num tempo bem diferenciado?
A resposta é que a densidade revolucionária na busca e nos êxitos da nossa grande causa nacional desenvolvimentista e socialista são as mesmas tanto na trajetória de Haroldo como na trajetória de Sérgio Rubens.
Sérgio nos encantou. Assumiu uma decisão histórica num momento adverso de defensivas no plano estratégico e tático para as correntes revolucionárias. O seu protagonismo na direção da união de forças do PPL com o PCdoB nos deu confiança e avivou nosso rumo. A nossa confiança e maior identidade de ideal e perspectiva política nos aproximou. Elevou nossa relação.
Por tudo isso Sérgio Rubens, juntamente com todo o PPL, com o passar de pouco tempo ainda, nos levava a um entrosamento, a uma unidade de pensamento como se estivéssemos no mesmo Partido há décadas. Uma união de grandes convergências para o destino do Brasil, num momento de enormes exigências e ameaças para as forças revolucionárias e progressistas.
A presidente Luciana Santos expressou a visão do PCdoB quando ressaltou: “Foi expoente e liderança de primeira grandeza de uma corrente política, revolucionária e marxista”.
E eu ressalto, sua atuação como pensador político que se deteve em contribuir para elucidar caminhos. Perspicaz e com vasto conhecimento da estratégia e da tática políticas engrandeceu nossa luta e deixa um legado para isto.
Também ressalto a sua grandeza política e humana, foi explícito e convincente, reforçou os valores revolucionários em toda sua atitude.
Vamos seguir nossa luta espelhada em seus exemplos.

O que você achou desta matéria?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.